03:27 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, passeiam após um almoço de negócios no âmbito da cimeira em 12 de junho de 2018, em Singapura

    Após carta de Kim, Trump se diz aberto a novo encontro com líder da Coreia do Norte

    © AP Photo / Evan Vucci
    Ásia e Oceania
    URL curta
    302

    Os Estados Unidos estão abertos a discussões sobre a realização de uma segunda reunião entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong-un, afirmou Sarah Sanders, porta-voz da Casa Branca, em uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira.

    "Não há uma segunda reunião que esteja atualmente acertada ou finalizada. Estamos certamente abertos a essa discussão, mas não há uma reunião planejada", disse Sanders quando perguntado se existem planos para uma segunda reunião entre Trump e Kim, após a sua primeira cúpula em Singapura em 12 de junho.

    Sanders declarou que Trump recebeu uma carta de Kim na quarta-feira como uma continuação da cúpula, mas ela não pôde discutir mais detalhes sobre o conteúdo da mensagem.

    Trump respondeu à carta de Kim e a Casa Branca entregará sua carta em breve, acrescentou Sanders.

    Na quarta-feira, Trump agradeceu a Kim em uma mensagem no Twitter por enviar de volta para os Estados Unidos os restos mortais de soldados americanos mortos na Guerra da Coreia (1950-1953). Trump também disse que está ansioso para encontrar Kim novamente em breve.

    Os dois líderes realizaram sua primeira reunião de cúpula em Singapura em 12 de junho. Após a reunião, Trump e Kim assinaram uma declaração conjunta prometendo livrar a península coreana de armas nucleares e recuperar os restos mortais dos soldados mortos da Guerra da Coreia.

    Mais:

    Presidente sul-coreano diz que Kim pode levar prosperidade à Coreia do Norte
    Em carta a Trump, Kim Jong-un comemora 'progresso épico' nas relações bilaterais
    Coreia do Sul suspende exercícios de defesa civil por diplomacia com Kim Jong-un
    Tags:
    desnuclearização, relações bilaterais, diplomacia, guerra da coreia, Casa Branca, Sarah Sanders, Donald Trump, Kim Jong-un, Coreia do Norte, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik