22:13 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Logo em traje da KKK

    Estudantes australianos são investigados por festa em que aparecem usando trajes da KKK

    © flickr.com/ Thomas Hawk
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Uma investigação deve ser aberta contra uma controversa festa universitária temática, no qual um número de estudantes posou em trajes da Ku Klux Klan e um apareceu em fotos fazendo black face (pintar o corpo de preto) e se autodenominando "escravo do algodão". Os estudantes ainda fizeram piada com o anti-semitismo da Alemanha nazista.

    Os estudantes, da Universidade Charles Stuart, da Austrália, postaram o anúncio para a festa nas redes sociais na quinta passada (7) e posteriormente subiram uma série de fotos da comemoração que durou dois dias.

    Uma foto que viralizou no Instagram mostrou um grupo de quatro estudantes vestindo os trajes da KKK, enquanto outro, com o corpo pintado todo preto, posa bem na frente deles com uma tigela de algodão nas mãos. Em outra imagem não menos escandalosa, os estudantes usam uniformes de prisioneiros com a Estrela de David (usada pelos nazistas para identificar judeus), enquanto outro homem vestido como Hitler posava atrás deles.

    O anúncio inicial, as fotos, bem como as contas em que foram postadas as imagens foram deletadas na rede social, informou ao The Guardian o vice-chanceler da universidade, Andrew Vann. Ele enfatizou a política de tolerância 0 que a instituição educacional adota em caso de comportamentos ofensivo.

    "Isso não reflete nossos valores universitários e condenamos veementemente essas ações. A UCS está atualmente investigando esses incidentes e postagens da rede social."

    Tags:
    Estrela de David, Ku Klux Klan, The Guardian, Universidade Charles Stuart, Hitler, Andrew Vann, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar