11:37 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldado do Exército de Liberação Popular da China perto de um velho modelo de míssil balístico, Pequim, China (foto de arquivo)

    China realiza 5 vezes mais testes nucleares que EUA

    © AFP 2018 / STEPHEN SHAVER
    Ásia e Oceania
    URL curta
    6152

    A China está ativamente realizando desenvolvimento de armas nucleares de nova geração, efetuando em média até cinco testes por mês, que simulam uma explosão nuclear, comunicou a edição South China Morning Post.

    De acordo com os dados publicados pela Academia de Engenharia Física da China, neste sentido o país asiático já havia significativamente superado os EUA, que não realizam mais de um teste por mês. 

    Segundo a edição, de setembro de 2014 até dezembro de 2017, a China realizou aproximadamente 200 experimentos laboratoriais de simulação de explosões nucleares. Para comparação, de acordo com os dados do laboratório nacional norte-americano, Lawrence Livermore, de 2015 a 2017 os EUA realizaram somente 50 testes deste tipo, isto é, menos de 10 testes por ano.

    Enquanto isso, segundo especialistas chineses, depois do país asiático ter se envolvido junto com a Rússia e os EUA no desenvolvimento de arma nuclear, que pode ser utilizado para intimidar potenciais ameaças, a possível corrida armamentista poderia servir com um propósito oposto e aumentar o risco do desencadeamento de um conflito nuclear.

    Li Jie, analista militar chinês citado pela edição, apontou que o "uso de ogivas de pequeno porte levará ao uso das ogivas de grande porte". Segundo ele, a pouca probabilidade de que a China possa recorrer às armas nucleares não significa que o país deva parar com seu desenvolvimento.

    "Caso outros países usem armas nucleares contra nós, deveremos responder do mesmo modo", acrescentou.

    Apesar das limitações existentes para realizar testes nucleares, as principais potências têm direito de simular explosões atômicas. De acordo com a matéria, ao longo dos últimos três anos, cientistas chineses realizaram mais testes de tal tipo do que os EUA nos últimos 15 anos.

    Segundo a edição, nos túneis situados debaixo das montanhas de Mianyang, onde se encontra o principal centro de desenvolvimento nuclear do país, ao menos uma vez por semana são ouvidas explosões produzidas pelos testes.

    Mais:

    Navios dos EUA realizam manobras perto das ilhas disputadas no mar do Sul da China
    China continua incentivando encontro entre EUA e Coreia do Norte
    China se opõe a 'cruzada' dos EUA contra Venezuela, diz analista
    Tags:
    testes nucleares, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik