13:01 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras chinesas e norte-americanas

    Secretário do Tesouro dos EUA confirma suspensão de tarifas mútuas com a China

    © AP Photo / Ng Han Guan, Pool
    Ásia e Oceania
    URL curta
    970

    O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, confirmou a suspensão da imposição mútua de tarifas sobre o comércio com a China.

    "Alcançamos um progresso importante e chegamos a um acordo sobre os princípios gerais, agora concordamos em suspender [a introdução de] tarifas enquanto estamos nos preparando para realmente aplicar esses princípios", disse ele em entrevista ao canal Fox News.

    Anteriormente, em 20 de maio, o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, disse que os EUA e a China concordaram em cessar a imposição mútua de novas tarifas sobre o comércio bilateral.

    As delegações dos dois países realizaram a segunda rodada de negociações nos dias 17 e 18 de maio em Washington. A primeira foi realizada nos dias 3 e 4 de maio em Pequim.

    Os dois países concordaram em reduzir o déficit comercial dos EUA e aumentar as compras chinesas de bens e de serviços dos Estados Unidos.

    As delegações também discutiram o aumento do comércio de bens manufaturados e serviços e concordaram em favorecer transações nessas áreas.

    Os EUA e a China também concordaram em incentivar o investimento mútuo e a criar condições para uma concorrência justa.

    Foram as primeiras consultas realizadas pelos dois países após o conflito causado pela decisão de Washington de aumentar as tarifas sobre as importações de aço e alumínio e suas ameaças de levantar em até 150 bilhões de dólares por ano as tarifas sobre produtos que a China exporta para os EUA.

    Mais:

    China e EUA não querem guerra comercial, diz representante do governo chinês
    EUA e China decidem aumentar cooperação comercial
    Congressistas declaram China 'o maior desafio' para segurança e valores dos EUA
    Tags:
    tarifas, comércio bilateral, relações bilaterais, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik