17:05 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Cúpula histórica entre o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e líder norte-coreano, Kim Jong-un

    Coreia do Norte suspende reunião com Coreia do Sul e ameaça cancelar encontro com Trump

    © REUTERS / Korea Summit Press Pool/Pool
    Ásia e Oceania
    URL curta
    33573

    A Coreia do Norte afirmou que os exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul são uma "provocação", apesar da recente melhora nas relações.

    A Coreia do Norte decidiu nesta terça-feira (15) suspender as conversações de alto nível com a Coreia do Sul, marcadas para 16 de maio. A justificativa foi a iniciativa de Seul de realizar exercícios militares conjuntos com os EUA.

    De acordo com informações divulgadas pela mídia, o líder norte-coreano Kim Jong-un ameaça cancelar a cúpula com o presidente dos EUA, Donald Trump. 

    A reunião entre Seul e Pyongyang deveria se concentrar nos planos para implementar a declaração de paz da cúpula inter-coreana de 27 de abril, incluindo promessas de terminar formalmente a Guerra da Coreia e buscar a "desnuclearização completa". 

    "Os exercícios militares das forças aéreas da Coreia do Sul e dos EUA são uma tentativa de invadir o Norte e uma provocação em meio ao derretimento das relações inter-coreanas", relatou a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

    A Coreia do Norte afirmou que as forças armadas norte-americanas e sul-coreanas exercem uma "provocação", acrescentando que Pyongyang não tem escolha a não ser suspender as negociações.

    Mais:

    Assessor de Trump quer levar todas as armas nucleares da Coreia do Norte para os EUA
    Coreia do Norte inicia desmantelamento de seu complexo nuclear
    Coreia do Sul aceita proposta da Coreia do Norte para reunião de alto nível
    Tags:
    provocação, exercício militar, reunião, Kim Jong-un, Coreia, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik