20:22 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O líder norte-coreano, Kim Jong-un, inspecionando o programa nuclear em 3 de setembro de 2017

    Kim Jong-un teria permitido aos EUA inspeção de local de testes nucleares

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1223
    Nos siga no

    Além de o líder norte-coreano ter anunciado que seu país pôs fim aos testes nucleares e aos lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais, Kim Jong-un também aceitou a inspeção por especialistas dos EUA da instalação de testes nucleares de Punggye-ri.

    O objetivo dessa permissão é verificar que a instalação não está em funcionamento, comunica a agência Bloomberg nesta segunda-feira (23).

    "Desde o recente encontro com o ex-diretor da CIA e candidato ao cargo de secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo, Kim Jong-un aceitou um pedido dos EUA em relação à inspeção do local de testes nucleares norte-coreanos", indicou a agência.

    Conforme a Bloomberg, o líder norte-coreano também declarou que Pyongyang não tinha "nenhuma razão de não congelar os trabalhos no local se a segurança da Coreia do Norte for garantida".

    Como adicionou a agência, os EUA "estão estudando diferentes cenários a fim de verificar o funcionamento das instalações nucleares" norte-coreanas após os seus inspetores terem recebido a autorização oficial de acesso.

    No sábado (21), Kim Jong-un anunciou que o seu país acabou os testes nucleares e lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais, acrescentando que o local de testes nucleares de Punggye-ri foi fechado, já que "cumpriu a sua missão". No entanto, ele não mencionou o desmantelamento do arsenal nuclear de Pyongyang.

    Essa declaração inesperada veio antes da cúpula histórica entre Kim Jong-un e Trump, que está marcada para o início de junho.

    Mais:

    EUA e Coreia do Sul iniciam exercícios militares 'Key Resolve'
    Desmantelar programa nuclear é condição para EUA aliviarem sanções contra Coreia do Norte
    Trump sobre a Coreia do Norte: 'Estamos longe de uma conclusão'
    Tags:
    especialistas, inspeção, míssil balístico intercontinental, lançamento, teste nuclear, Donald Trump, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar