17:16 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Type 001A, o segundo maior porta-aviões da China

    China procura criar estaleiro gigantesco para superar seus rivais sul-coreanos

    © AFP 2018/ STR
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4332

    O Conselho de Estado da China, o órgão executivo superior deste país asiático, aprovou de forma preliminar a união das duas empresas estatais China State Shipbuilding (CSSC) e China Shipbuilding Industry (CSIC), segundo fontes próximas do assunto citadas pela agência Bloomberg.

    As companhias fabricam muitos produtos, de porta-aviões até porta-contentores, petroleiros e navios de transporte de gás, e as suas receitas conjuntas somam 508 bilhões de yuanes (267 bilhões de reais).

    Além disso, contam com subsidiárias representadas nas bolsas de valores de Xangai e Hong Kong, informa a Bloomberg.

    Se acontecer esta fusão, a China poderia criar uma empresa cujo lucro anual seria mais de duas vezes superior à soma dos três maiores estaleiros do mundo: os sul-coreanos Hyundai Heavy Industries, Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering e Samsung Heavy Industries.

    Pequim estabeleceu as CSSC e CSIC há quase 20 anos para aumentar a capacidade competitiva e rendimento de diferentes corporações de defesa chinesas.

    Mais:

    EUA se impressionam com navios de guerra chineses
    China amplia com sucesso seu sistema de navegação global (FOTOS)
    Guerra comercial entre EUA e China: Pequim se prepara para contraofensiva
    Tags:
    estaleiro, frota, navio, porta-aviões, avião, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik