20:22 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras nacionais dos EUA e da China

    Troco: China anuncia retaliação contra 128 produtos dos EUA após decisão de Trump

    © AP Photo / Andy Wong
    Ásia e Oceania
    URL curta
    30443

    O Ministério do Comércio da China apresentou nesta sexta-feira uma lista de 128 produtos importados dos Estados Unidos, incluindo suínos, frutas e vinho americanos, sujeitos a tarifas mais altas, em uma tentativa de compensar as recentes tarifas de metal impostas por Washington.

    "O Ministério do Comércio publicou uma lista de bens importados dos EUA para os quais planeja impor tarifas para equilibrar as perdas causadas pela imposição de tarifas sobre aço e alumínio pelos EUA", disse o ministério chinês em um comunicado.

    De acordo com a pasta, o impacto pode alcançar até US$ 3 bilhões de importações norte-americanas para equilibrar as tarifas dos EUA contra produtos chineses de aço e alumínio, em meio a uma guerra comercial entre os dois países.

    A autoridade chinesa disse que estudaria o retorno público e aceitaria sugestões de empresas e especialistas até o final de março, antes de tomar uma decisão.

    No início de março, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma ordem para impor um imposto de importação de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio, que entra em vigor nesta sexta-feira.

    A decisão da Casa Branca foi seguida por um memorando divulgado na quinta-feira para impor US$ 60 bilhões em tarifas extras à China sob alegações de roubo intelectual.

    Mais:

    Temer é 'imprescindível' para negociar tarifas com Trump, diz Instituto Aço Brasil
    Defensor de ataques contra Irã e Coreia do Norte é o novo assessor de segurança de Trump
    Correndo atrás: EUA modernizam arsenal nuclear para alcançar Rússia e China
    Tags:
    aço, alumínio, déficit comercial, economia, retaliação, comércio, guerra comercial, Ministério do Comércio da China, Donald Trump, China, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik