17:43 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Reator nuclear

    Coreia do Norte avança com desenvolvimento de novo reator nuclear

    Sputnik/Uliana Solovyova
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5244
    Nos siga no

    A Coreia do Norte parece estar tendo progresso no desenvolvimento de um novo reator nuclear que o país está construindo desde 2010, de acordo com imagens de satélite obtidas e analisadas pelo site 38 North, especializado em assuntos norte-coreanos.

    Segundo o informe da página, operada pelo Instituto Coreano dos Estados Unidos da Universidade Johns Hopkins, o último reator de água leve experimental da Coreia do Norte parece estar quase concluído.

    Imagens da instalação nuclear de Yongbyon mostram que houve um "progresso constante" nos trabalhos no reator, que por sua vez parece "externamente completo". Além disso, um outro reator de produção de plutônio no local pode ter iniciado a sua operação recentemente.

    No mesmo informe, o 38 North relembra os comentários feitos no último fim de semana em Munique, na Alemanha, pelo senador James Risch. O político norte-americano reafirmou que o presidente dos EUA, Donald Trump, está empenhado em impedir a Coreia do Norte de ter mísseis balísticos armados com ogivas nucleares.

    "Se isso [a guerra] começar, provavelmente será um dos piores eventos catastróficos da história da nossa civilização, mas será muito, muito breve", avaliou, negando a possibilidade de um ataque preventivo dos EUA. "O fim disso vai ter vítimas em massa, como o planeta nunca viu. Seria uma proporção bíblica".

    Nesta semana, Washington revelou que a Coreia do Norte desistiu no último minuto de um encontro entre o vice-presidente Mike Pence e altas autoridades norte-coreanas, entre elas a irmã do líder do país, Kim Jong-un. A revelação frustrou aqueles que pregam uma solução diplomática para a crise na península.

    Por conta dos Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecem na Coreia do Sul, Pyongyang se reaproximou de Seul, reaquecendo as relações entre as duas Coreias, porém analistas questionam se tal clima é sustentável, já que o programa nuclear norte-coreano ainda não foi mencionados nestas conversações.

    Oficialmente, o secretário de Estados dos EUA, Rex Tillerson, e o secretário de Defesa do país, James Mattis, afirmam que a solução diplomática é a melhor para todos os envolvidos, e que uma saída militar, embora não descartada, seria apenas a última alternativa para lidar com a ameaça da Coreia do Norte.

    Já Pyongyang não aceita abdicar do seu programa nuclear, e ainda defende a saída completa de tropas dos EUA da Coreia do Sul, além de pregar o fim dos exercícios militares conjuntos entre os dois países aliados.

    Mais:

    Senador estadunidense: não há 'política de ataque preventivo' em relação à Coreia do Norte
    'Estou ouvindo', diz Tillerson sobre possíveis conversas entre EUA e Coreia do Norte
    Mídia revela 'arma mais potente' da Coreia do Norte
    Tags:
    armas nucleares, guerra nuclear, desnuclearização, programa nuclear, reator nuclear, yongbyon, 38 North, James Mattis, Rex Tillerson, Donald Trump, Mike Pence, Kim Yo-jong, Kim Jong-un, Coreia do Sul, Estados Unidos, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar