11:10 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Rex Wayne Tillerson, presidente da maior empresa petrolífera dos EUA – ExxonMobil

    'Estou ouvindo', diz Tillerson sobre possíveis conversas entre EUA e Coreia do Norte

    © AP Photo / Evan Vucci
    Ásia e Oceania
    URL curta
    907

    O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, disse em uma entrevista que vai ao ar neste domingo que "está ouvindo" sinais de que a Coreia do Norte está pronta para se envolver em negociações diretas com Washington.

    "Meu trabalho como chefe da diplomacia é garantir que os norte-coreanos saiba que nós mantemos nossos canais abertos", disse Tillerson ao programa '60 Minutos', da rede CBS.

    "Eu estou ouvindo. Não estou enviando muitas mensagens de volta porque não há nada para dizer a eles neste momento. Então eu estou ouvindo você me dizer que você está pronto para conversar", disse ele, de acordo com trechos da entrevista.

    Um descongelamento dirigido pelas Olimpíadas de Inverno nas relações entre o regime norte-coreano armado nuclear de Kim Jong-un e a Coreia do Sul levantou a especulação de que as conversações diretas entre Washington e Pyongyang poderiam estar no horizonte, após meses de forte tensão e acalorada retórica.

    "Eles vão me dizer", Tillerson disse na mesma entrevista. "Recebemos mensagens deles e penso que será muito explícito sobre como queremos ter essa primeira conversa".

    O principal diplomata dos EUA, no entanto, enfatizou que nenhum incentivo foi oferecido para levar Pyongyang à mesa. "Não estamos usando uma cenoura para convencê-los a conversar, estamos usando bastões grandes — e é isso que eles precisam entender", afirmou.

    "Esta campanha de pressão está tendo resultado na Coreia do Norte", continuou.

    O Norte está sujeito a uma série de sanções do Conselho de Segurança da ONU sobre seus programas de mísseis nucleares e balísticos proibidos.

    Os Estados Unidos já indicaram que Washington está aberto a conversações diretas, mas Tillerson enfatizou no início deste mês que a bola estava no campo de Pyongyang.

    "Já dissemos há algum tempo que os norte-coreanos decidem quando estão prontos para se envolver conosco de forma sincera, de forma significativa", afirmou Tillerson em 12 de fevereiro, enquanto estava em uma parada no Cairo. "Eles sabem o que tem que estar na mesa para conversas".

    Washington diz que Pyongyang deve tomar medidas concretas para a desnuclearização antes que as negociações possam começar, enquanto o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, defendeu um envolvimento mais próximo para colocar o Norte em negociações.

    Moon na semana passada recebeu um convite de Kim Jong-un para uma cúpula em Pyongyang. O convite foi alargado pela irmã mais nova do líder norte-coreano, Kim Yo-jong, que fazia parte de uma delegação de alto nível que participa dos Jogos de Inverno no Sul.

    Quando perguntado neste sábado sobre uma possível cúpula, Moon disse que, apesar das grandes esperanças que foram levantadas, "eu acho que está um pouco apressado".

    Mais:

    Embaixador sul-coreano: diálogo entre EUA e Coreia do Norte segue possível
    Balde de água fria: 'Não temos intenção de falar com os EUA', diz Coreia do Norte
    EUA vs Coreia do Norte: qual lado poderia colocar mundo à beira da catástrofe nuclear?
    Tags:
    diplomacia, desnuclearização, armas nucleares, programa nuclear, negociações, Kim Jong-un, Rex Tillerson, Coreia do Sul, Estados Unidos, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik