12:10 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4120
    Nos siga no

    O ministro dos Oceanos e Pesca da Coreia do Sul, Kim Young-choon, disse nesta quinta-feira (4) que é necessário expandir os laços econômicos com a Rússia através de projetos científicos e técnicos conjuntos no extremo oriente russo.

    De acordo com a agência de notícias Yonhap, na quarta-feira (3), Kim visitou o estaleiro Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering para examinar a construção de transportadores quebra-gelo de Gás Natural Liquefeito (GNL). Em novembro, a empresa forneceu o projeto Yamal LNG (sigla em inglês paa GNL) com duas operadoras para serem usadas na região do Ártico.

    "Temos que intensificar a cooperação econômica com a Rússia, envolvendo projetos de desenvolvimento na região do Extremo Oriente do país", disse Kim aos repórteres, citado pela.

    O Yamal LNG está localizado no Ártico russo. O projeto compreende produção de gás natural, liquefação e transporte. Ele também prevê a construção de uma instalação de GNL com uma capacidade de produção de cerca de 16,5 milhões toneladas por ano.

    O campo do sul de Tambey deve ser usado como base de recursos para a planta. O projeto também envolve a construção de infraestrutura, incluindo um porto marítimo e um aeroporto.

    O projeto é operado conjuntamente pela Novatek, da Rússia (participação de 50,1%), Total, da França (20%), CNPC, da China (20%) e Silk Road Fund (9,9%).

    Tags:
    Gás Natural Liquefeito, cooperação econômica, Silk Road Fund, Yamal LNG, Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering, Novatek, Total, CNPC, Kim Young-choon, Coreia do Sul, Ártico, China, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar