03:02 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Homem assiste ao lançamento de míssil balístico disparado pela Coreia do Norte em 15 de setembro de 2017

    MRE da Rússia: existe apenas um único plano para resolver a crise na península da Coreia

    © AFP 2019/ JUNG Yeon-Je
    Ásia e Oceania
    URL curta
    671

    O roteiro elaborado pela Rússia e China destinado para resolver a crise na península da Coreia – é o único plano, não há outros realistas ou ideais, opina o embaixador russo em missões especiais, Oleg Burmistrov.

    "Este é atualmente o único plano da resolução [da crise coreana]. Não há outros realistas ou ideais", declarou.

    O embaixador russo indicou que o roteiro — fruto dos esforços conjuntos da Rússia e China — agora se encontra à mesa do clube nuclear (Estados que possuem armas nucleares).

    "Começamos a elaborá-lo (o plano) no início desse ano baseados nas ideias chinesas sobre o 'congelamento duplo' e ações paralelas. E não há nenhuma discordância entre o conceito russo e chinês. Isso nos permitiu usar tais noções como o roteiro sino-russo, ainda que não represente um documento único", destacou o diplomata.

    Entretanto, ele apontou que as ideias da parte chinesa são consideradas mais detalhadas e lógicas especialmente em termos de ações paralelas que devem ser tomadas para resolver o conflito na região.

    "Acreditamos que na fase corrente seja suficiente ter um documento compreensível e simplificado. Por esta razão nós, junto com nossos amigos chineses, chegamos ao acordo que vamos avançar as nossas ideias simultaneamente e também de modo comum", finalizou.

    Mais:

    Que força está escondida por trás do escudo balístico da Coreia do Norte?
    Coreia do Norte acredita que Japão se prepara para a invadir de novo
    Mídia: Coreia do Norte se prepara para lançamento de novo satélite de reconhecimento
    Refugiados da Coreia do Norte apresentam sinais de contaminação radioativa
    Tillerson: EUA e Rússia não reconhecem Coreia do Norte como potência nuclear
    Japão se recusa a alterar acordo com Coreia do Sul sobre escravas sexuais
    Tags:
    crise coreana, roteiro, resolução pacífica, plano, conflito, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Oleg Burmistrov, Península da Coreia, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar