12:41 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançamento do míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-15

    Não esperem diálogo com os EUA antes do 7º teste nuclear da Coreia do Norte, diz analista

    © AP Photo / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    442

    Os recentes acenos dos Estados Unidos a iniciar uma negociação diplomática com a Coreia do Norte não devem causar qualquer tipo de otimismo perante a comunidade internacional, informou um especialista sul-coreano nesta quarta-feira.

    De acordo com Cheong Seong-chang, pesquisador sênior do Instituto Sejong da Coreia do Sul, não há muitas motivações para Pyongyang iniciar um diálogo neste momento com Washington. É provável que o sétimo teste nuclear e um novo teste com um míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) em 2018 ocorram antes de qualquer debate.

    "Não há razões para que a Coreia do Norte comece a conversar agora", disse Cheong em um fórum de segurança hospedado pelo Institute Sejong, um grupo de pesquisa de segurança em Seul, citado pelo jornal Korea Herald. "No futuro previsível, a perspectiva de negociações diretas é de zero".

    Para o pesquisador, o foco do governo norte-coreano é alcançar o “equilíbrio nuclear” com os EUA, algo que ainda demanda um “longo caminho a percorrer” por parte de Pyongyang.

    Na última terça-feira, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, ofereceu-se para iniciar negociações diretas com a Coreia do Norte sem condições prévias, uma proposta parecia desviar-se da posição anterior de Washington de que Pyongyang deve primeiro abandonar seu arsenal nuclear para que as negociações ocorressem.

    Enquanto o último lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-15 mostrou "progresso tecnológico", Pyongyang ainda precisa mostrar uma capacidade de ataque nuclear mais avançada contra os EUA, e eles poderiam detonar uma bomba de hidrogênio no Pacífico no próximo ano para alcançar o objetivo, destacou Cheong.

    A inteligência sul-coreana já adiantou que há a possibilidade da Coreia do Norte realizar mais um teste nuclear ainda em 2017, o que seria o sétimo da história do país. O mais recente aconteceu em 3 de setembro, e teria sido com uma bomba de hidrogênio, segundo Pyongyang.

    Mais:

    Morre ex-professor de Kim Il-sung e 'vilão ocidental' mais famoso da Coreia do Norte
    Kim Jong-un: Coreia do Norte será a 'potência nuclear mais poderosa do mundo'
    ONU: Coreia do Norte concorda com a necessidade de 'evitar uma guerra'
    Tags:
    diplomacia, Bomba H, bomba de hidrogênio, bomba atômica, teste nuclear, míssil balístico intercontinental, testes balísticos, icbm, Hwasong-15, Instituto Sejong da Coreia do Sul, Rex Tillerson, Donald Trump, Seong-chang Cheong, Kim Jong-un, Estados Unidos, Pyongyang, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik