11:19 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Donald Trump, o presidente dos EUA, discursando na Assembleia Nacional da Coreia do Sul

    Pyongyang: Donald Trump em Seul pretende 'acender o pavio de uma guerra nuclear'

    © REUTERS/ Lee Jin-man
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Viagem de Trump pela Ásia (24)
    2 0 0

    A visita do presidente estadunidense, Donald Trump, à Coreia do Sul, no âmbito da sua viagem de 12 dias pela Ásia, tornou-se objeto de criticas continuadas em Pyongyang.

    "Trump [Donald] viajou à Coreia do Sul porque busca reforçar suas ameaças militares contra nós  e tem a intenção de acender o pavio de uma guerra nuclear", diz o comunicado publicado no jornal oficial da Coreia do Norte, Rodong Sinmun.

    Ao mesmo tempo, o jornal destaca que o problema consiste em que Seul está seguindo "cegamente os EUA", que, por sua vez, quer iniciar uma guerra nuclear.

    Mais cedo, o presidente dos EUA Donald Trump, falando perante o Parlamento sul-coreano, declarou que quer construir a paz através da força.

    A Coreia do Norte, por sua vez, condenou na quarta (08) a visita do presidente norte-americano à Coreia do Sul, afirmando que ela agrava as tensões na península da Coreia, aumentando o risco de um conflito nuclear.

    Tema:
    Viagem de Trump pela Ásia (24)

    Mais:

    Nova provocação? Satélites detectam movimentações para teste nuclear na Coreia do Norte
    Quais são as armas bilionárias que a Coreia do Sul vai comprar dos EUA?
    Pyongyang: ninguém sabe quando 'velho lunático' da Casa Branca iniciará guerra nuclear
    'Não há boas opções militares' contra Pyongyang, alertam congressistas dos EUA
    Tags:
    ameaça nuclear, reforço, guerra nuclear, críticas, viagem, visita oficial, Donald Trump, Pyongyang, Seul, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik