15:31 17 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    272036
    Nos siga no

    Muito se fala do avanço da Coreia do Norte no desenvolvimento de mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs, na sigla em inglês). Mas poucos sabem o quão rápido dos Estados Unidos poderia lançar os seus mísseis de longa distância contra Pyongyang.

    Parte dessa curiosidade foi esclarecida na última segunda-feira pelo ministro da Defesa sul-coreano, Song Young-moo. Ele respondeu a perguntas sobre a possibilidade dos EUA enviarem a Seul "armas nucleares táticas", dizendo que não considera necessário hoje.

    De acordo com a agência sul-coreana Yonhap, Song destacou que os EUA têm ICBMs no Estado de Montana que podem chegar a Pyongyang em cerca de meia hora – embora o ministro não tenha mencionado, tais mísseis poderiam levar cargas nucleares.

    Além disso, as aeronaves de bombardeiro e os aviões de combate avançados estacionados em Guam ou no Japão também podem ser mobilizados rapidamente em caso de emergência. Song ainda mencionou que Seul segue estudando a opção de adquirir submarinos nucleares.

    Essas e outras estratégias serão discutidas entre Song e o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, que desembarca na Coreia do Sul nesta sexta-feira. Os dois representantes poderão usar uniformes militares como estratégia de alerta para Pyongyang – o tema ainda está sendo debatido entre as duas delegações.

    Uma primeira conversa entre os dois aconteceu na segunda-feira, nas conversações trilaterais realizadas com o ministro japonês da Defesa, Itsunori Onodera. Os três países irão iniciar em breve uma nova série de exercícios militares na região.

    Mais:

    Trump mente? Guerra nuclear com a Coreia do Norte é improvável, diz ex-diretor da CIA
    Coreia do Norte produz armas biológicas em massa e usa humanos em testes, diz relatório
    Pyongyang ameaça 'fantoches' da Coreia do Sul com 'destruição' por se aliarem com EUA
    Tags:
    relações bilaterais, diplomacia, guerra nuclear, armas nucleares, mísseis balísticos intercontinentais, minuteman III, icbm, James Mattis, Song Young-moo, Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar