01:58 29 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    15181
    Nos siga no

    "As perspectivas são brilhantes, mas os desafios são severos", disse o presidente do gigante asiático durante o XIX Congresso Nacional do Partido Comunista da China.

    O socialismo chinês está entrando em uma nova era, declarou Xi Jinping durante a sessão de abertura do XIX Congresso Nacional do Partido Comunista da China, na qual elogiou o progresso econômico alcançado durante o seu primeiro mandato na presidência do país, informou China Daily.

    A China continua a atravessar um importante período de oportunidade estratégica para o seu desenvolvimento, afirmou o chefe de Estado. "As perspectivas são brilhantes, mas os desafios são severos", advertiu Xi Jinping durante a aberturda do Congresso, que marca o início formal do seu segundo mandato de cinco anos na qualidade de líder do partido. 

    "Uniremos o povo chinês e todos os grupos étnicos e os levaremos à uma vitória decisiva na construção de uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos e no impulso de garantir o sucesso do socialismo com características chinesas para uma nova era", prometeu o presidente.

    Xi Jinping anunciou sua previsão para o futuro e afirmou que o Partido Comunista converterá a China em um "grande país socialista moderno", bem como evocou a completa modernização das forças armadas até os meados do século XXI.

    O mandatário assegurou que a nação mais populosa no mundo será "modernamente próspera" até 2035 e previu um país "próspero, forte e democrático" em 2050.

    O líder chinês assegurou que a China continuará se abrindo ao mundo, mas também se manterá "firme no Oriente".

    "A posição internacional da China tem crescido como nunca antes", enfatizou Xi. "O poder brando da China e a influência internacional de sua cultura têm se ampliado muito", acrescentou.

    Dessa forma, concluiu Xi Jinping, a nova era "verá a China se aproximar do centro do mundo e fazer mais contribuições para a humanidade".

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar