10:46 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    China's President Xi Jinping speaks during the opening session of the 19th National Congress of the Communist Party of China at the Great Hall of the People in Beijing, China October 18, 2017

    Xi Jinping promete uma China moderna, socialista e próspera até 2050

    © REUTERS / Aly Song
    Ásia e Oceania
    URL curta
    15181

    "As perspectivas são brilhantes, mas os desafios são severos", disse o presidente do gigante asiático durante o XIX Congresso Nacional do Partido Comunista da China.

    O socialismo chinês está entrando em uma nova era, declarou Xi Jinping durante a sessão de abertura do XIX Congresso Nacional do Partido Comunista da China, na qual elogiou o progresso econômico alcançado durante o seu primeiro mandato na presidência do país, informou China Daily.

    A China continua a atravessar um importante período de oportunidade estratégica para o seu desenvolvimento, afirmou o chefe de Estado. "As perspectivas são brilhantes, mas os desafios são severos", advertiu Xi Jinping durante a aberturda do Congresso, que marca o início formal do seu segundo mandato de cinco anos na qualidade de líder do partido. 

    "Uniremos o povo chinês e todos os grupos étnicos e os levaremos à uma vitória decisiva na construção de uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos e no impulso de garantir o sucesso do socialismo com características chinesas para uma nova era", prometeu o presidente.

    Xi Jinping anunciou sua previsão para o futuro e afirmou que o Partido Comunista converterá a China em um "grande país socialista moderno", bem como evocou a completa modernização das forças armadas até os meados do século XXI.

    O mandatário assegurou que a nação mais populosa no mundo será "modernamente próspera" até 2035 e previu um país "próspero, forte e democrático" em 2050.

    O líder chinês assegurou que a China continuará se abrindo ao mundo, mas também se manterá "firme no Oriente".

    "A posição internacional da China tem crescido como nunca antes", enfatizou Xi. "O poder brando da China e a influência internacional de sua cultura têm se ampliado muito", acrescentou.

    Dessa forma, concluiu Xi Jinping, a nova era "verá a China se aproximar do centro do mundo e fazer mais contribuições para a humanidade".

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik