08:44 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Vice-ministro das Relações Exteriores do Japão, Shinsuke Sugiyama (à esquerda), aperta a mão do vice-secretário de Estado dos EUA, John Sullivan (à direita), durante reunião em Tóquio, em 16 de outubro de 2017

    Estados Unidos estão se preparando para 'o pior' em relação à Coreia do Norte

    © AFP 2019 / Toru YAMANAKA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9134
    Nos siga no

    Os EUA tencionam encontrar solução diplomática da crise norte-coreana, mas estão se preparando para o pior desenvolvimento da situação, afirma o vice-secretário de Estado norte-americano, John Sullivan.

    Tentamos, ao nível máximo possível, encontrar solução pacífica, no entanto, precisamos estar prontos para o pior [desenvolvimento da situação]. Não podemos se esquecer dos aliados dos EUA, representados pelo Japão e a Coreia do Sul", declarou Sullivan depois da reunião com o vice-ministro das Relações Exteriores do Japão, Shinsuke Sugiyama.

    O seu homólogo japonês, por sua vez, afirmou que o seu país na verdade aprecia a disposição dos EUA de "mostrar todas as opções", inclusive meios militares de resolução, informa a agência Kyodo. Ao mesmo tempo, ele sublinhou a importância da aliança trilateral composta pelos EUA, Japão e Coreia do Sul.

    As negociações dos primeiros vice-ministros das Relações Exteriores dos três países estão marcadas para a quarta-feira (18).

    Mais cedo, na segunda-feira (16), o representante permanente adjunto da Coreia do Norte (RPDC) para as Nações Unidas, Kim Em Ryong, declarou que a Coreia do Norte apoia a ideia de uma proibição completa das armas nucleares no mundo, mas pretende manter seu arsenal nuclear, enquanto os Estados Unidos possuem um.

    Ele indicou que a posse de armas nucleares e mísseis balísticos intercontinentais trata-se de medida justificada para autodefesa, já que nenhum país, com exceção da Coreia do Norte, foi exposto à tão extrema ameaça nuclear e direta dos Estados Unidos há tempos.

    As tensões em torno da Coreia do Norte e de seu programa nuclear aumentaram bruscamente devido a repetidos testes de mísseis nucleares realizados em violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU (CSNU). Em resposta, o CSNU introduziu várias rodadas de sanções contra Pyongyang, que são destinadas a dificultar o desenvolvimento das armas nucleares do Norte.

    Mais:

    Coreia do Norte apoia a proibição das armas nucleares: 'Só se EUA destruírem seu arsenal'
    'Se EUA invadirem uma polegada, não escaparão à severa punição', diz Coreia do Norte à ONU
    EUA já estão simulando a evacuação de norte-americanos da Coreia do Sul
    Assessor de Trump: ataque dos EUA contra Coreia do Norte está sob 'refinamento constante'
    Tags:
    manobras, atividades militares, solução pacífica, diplomacia, meios políticos, pior, aliados, ONU, John Sullivan, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Japão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar