03:49 24 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe

    Primeiro-ministro do Japão dissolve Parlamento e indica rearmamento militar

    © REUTERS/ Toru Hanai
    Ásia e Oceania
    URL curta
    126152842411

    O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe decidiu dissolver o Parlamento do país, em prol da antecipação em um ano das eleições legislativas no país asiático. Uma das justificativas é obter maior apoio no embate contra a Coreia do Norte.

    A medida deve valer a partir da próxima quinta-feira, segundo informações da Agência Reuters.

    Em conferência de imprensa nesta segunda-feira, Abe destacou que a antecipação das eleições visa não só fortalecer a economia do país, mas também permitir maior possibilidade ao Japão na sua defesa contra a ameaça norte-coreana.

    O anúncio aconteceu horas depois da governadora de Tóquio, Yuriko Koike, anunciar a formação de um novo partido que quer dar uma alternativa aos eleitores conservadores que, costumeiramente, votam no Partido Liberal Democrático de Abe.

    Com tal decisão, o premiê japonês quer aproveitar a desorganização da oposição para obter mais assentos no Parlamento, situação importante na tentativa de Abe de rearmar o Japão, por meio de uma reformulação da Constituição pós-Segunda Guerra Mundial.

    O plano de Tóquio de implementar mudanças em seu setor militar já foram notados por meio de um aumento dos gastos militares previstos para o orçamento de 2018 – medida que foi amplamente criticada pela China, que se diz “preocupada” por a postura japonesa.

    Abe é um dos opositores da ideia de “conversar por conversar” com a Coreia do Norte, país que já se mostrou pouco confiável e que, recentemente, lançou dois mísseis que sobrevoaram o território japonês, causando temor e consternação na comunidade internacional.

    As eleições legislativas no Japão devem acontecer em 22 de outubro.

    Mais:

    Após ameaça norte-coreana, porta-aviões nuclear dos EUA realiza manobras com o Japão
    Japão não exclui possibilidade da Coreia do Norte testar bomba de hidrogênio
    Japão instala mísseis Patriot em meio à ameaça de Pyongyang
    Tags:
    segurança, defesa, guerra, corrida armamentista, rearmamento, política, Parlamento japonês, Kim Jong-un, Shinzo Abe, Coreia do Norte, China, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik