16:57 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Teste da bomba de hidrogênio da Coreia do Norte

    Por que Coreia do Norte opta por armas nucleares? Chancelaria russa explica

    © AFP 2017/ Jung Yeon-Je
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Pyongyang testa bomba de hidrogênio (34)
    73108150

    A Coreia do Norte conta com as armas nucleares pois não possui quaisquer garantias internacionais quanto à sua segurança, e o Ocidente (EUA e UE) não quer entender isso, declarou o diretor do Departamento de Não Proliferação e Controle de Armas do Ministério das Relações Exteriores russo, Mikhail Ulyanov.

    "Sem dúvida, condenamos o caminho escolhido por Pyongyang, mas importa entender que, devido à ausência de reais garantias internacionais jurídicas da sua segurança nacional, a Coreia do Norte opta por armamentos balísticos e nucleares, considerando-os primeiramente como meio de dissuasão. Parece-me que muitos países ocidentais não o entendem ou preferem não o entender", explicou Mikhail Ulyanov em entrevista ao jornal russo Kommersant.

    Segundo o especialista, os problemas da Coreia do Norte são resultado da política do Ocidente em relação à Líbia antes da derrubada de Muammar Kadhafi. Tudo aconteceu devido a que a Líbia "causou danos sérios ao regime global de não-proliferação de armas de destruição em massa".

    No dia 3 de setembro, as autoridades da Coreia do Norte anunciaram um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio. Os militares do Japão e da Coreia do Norte avaliaram a potência da explosão em 120-160 quilotons, o que é algumas vezes superior à potência das bombas lançadas pelos EUA contra Hiroshima e Nagasaki em 1945. Este foi o sexto teste nuclear de Pyongyang.

    Em 11 de setembro, o Conselho de Segurança da ONU aprovou, por unanimidade, novas sanções contra a Coreia do Norte, que limitarão de modo significativo as importações e as exportações de Pyongyang. A Resolução 2375 estabeleceu o regime mais rigoroso de sanções da ONU em todo o século XXI.

    Tema:
    Pyongyang testa bomba de hidrogênio (34)

    Mais:

    O último teste nuclear da Coreia do Norte foi avaliado em 250 quilotons
    Coreia do Norte não reconhece novas sanções da ONU: 'estamos no caminho certo'
    Coreia do Norte promete 'a maior dor' aos EUA após sanções; Trump 'ameaça' China
    Por que Coreia do Norte sobreviveria 'com facilidade' ao embargo petroleiro?
    Tags:
    testes de mísseis, teste nuclear, bomba de hidrogênio, armas de destruição em massa, garantias, segurança nacional, não-proliferação, direito internacional, resolução, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Kommersant, ONU, Muammar Kadhafi, Mikhail Ulyanov, Líbia, Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik