11:59 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

    Pyongyang: EUA vão 'pagar preço alto' por palavras de Nikki Haley

    © AP Photo/ KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    34123

    A declaração publicada pela agência norte-coreana KCNA avisou que as acusações de Nikki Haley de que Pyongyang "estava pedindo por uma guerra" não seriam deixadas sem resposta.

    Na segunda (4) a embaixadora dos EUA na ONU Nikki Haley afirmou que os testes da Coreia do Norte podem fazer com que os EUA entrem no conflito. 

    "Seu [de Kim Jong-un] uso abusivo de mísseis e ameaças nucleares mostra que ele está pedindo por uma guerra", declarou Nikki Haley, citada pela RT.

    Na sexta (08) a agência norte-coreana classificou Haley como "prostituta política" cuja "convulsão histérica" vai ter consequências desastrosas para os EUA.

    "Nikki deve ter cuidado com as palavras embora possa ser uma cega cretina. A administração norte-americana terá que pagar um preço alto por seus insultos", indicou a publicação da KCNA. 

    A situação na península da Coreia continua tensa. Pyongyang confirmou no domingo (3) a realização de um teste bem-sucedido de uma bomba de hidrogênio, que pode ser instalada em mísseis balísticos intercontinentais. A comunidade internacional ficou dividida: o Japão, a Coreia do Sul e os EUA buscam respostas, inclusive militares; Rússia e China continuam assegurando que o diálogo é a única solução para a crise.

    Mais:

    Trump: 'não vamos tolerar o que está acontecendo na Coreia do Norte'
    Crise com Coreia do Norte só pode ser resolvida com eliminação de Kim, diz analista
    Tags:
    defesa, publicação, tensão, política, ameaça, conflito, KCNA, Nikki Haley, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik