10:49 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Distrito central de Pequim

    Pequim não permitirá que EUA derrubem regime atual da Coreia do Norte

    © AFP 2017/ WANG ZHAO
    Ásia e Oceania
    URL curta
    684782261

    A China deve manter posição neutra caso a Coreia do Norte seja a primeira a adotar medidas perigosas contra os EUA, escreve o jornal chinês The Global Times.

    "A China não pode persuadir Washington e Pyongyang a renunciar nesse momento, mas Pequim deve deixar sua posição clara para todas as partes, os seja, fazê-las entender que caso suas ações ameacem os interesses da China, esta responderá com ações firmes", declara o The Global Times.

    Na opinião do jornal, "a China também deve mostrar que se a Coreia do Norte lançar mísseis ameaçadores para os EUA e a parte norte-americana responder à ameaça, ela irá manter posição neutra".

    "Mas se os Estados Unidos e a Coreia do Sul atacarem para derrubar o regime atual da Coreia do Norte, o que causaria a mudança do modelo político na península da Coreia, a China não permitirá que o façam", sublinha o artigo.

    O jornal indica que, mesmo muitas pessoas não crendo na possibilidade de início de guerra entre os EUA e a Coreia do Norte, o perigo real existe, pois esse "jogo imprudente pode resultar em falhas e em uma guerra estratégica".

    "Na verdade, nem Washington nem Pyongyang querem iniciar guerra, mas pode ser iniciada, pois não têm experiência para controlar jogos tão perigosos", sublinha.

    Na última terça-feira (8), Trump endureceu ainda mais o tom contra Pyongyang, dizendo que responderia com "fogo e fúria" às ameaças feitas aos Estados Unidos.

    Desafiando os alertas do presidente norte-americano, Donald Trump, a Coreia do Norte anunciou plano de ataque com mísseis balísticos à ilha de Guam, território americano no Pacífico que abriga importantes bases da Marinha e da Força Aérea dos EUA, país com o qual vem enfrentando tensões crescentes ao longo dos últimos meses.

    Mais:

    Destróier dos EUA 'conduz operação de liberdade de navegação' no mar do Sul da China
    Opinião: China se prepara para diferentes cenários da crise na península da Coreia
    O dragão levanta voo: China está a ponto de entrar no clube das potências nucleares
    Como os EUA chantageiam a China
    Tags:
    neutralidade, perigo, jogo, ataque, guerra, Donald Trump, Península da Coreia, Guam, Pyongyang, Pequim, Coreia do Norte, China, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik