04:56 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Um guarda-fronteira norte-coreano

    Iate russo detido na Coreia do Norte é libertado

    © Sputnik / Andrei Zharov
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1153

    O iate russo Katalexa, com três pessoas a bordo, detido na quinta-feira pelos guarda-fronteiras norte-coreanos, partiu no sábado de manhã do porto de Rajin rumo ao porto russo de Zarubino, na região de Primorie, disse à Sputnik o cônsul-geral da Rússia na cidade de Chongjin, Yury Bochkarev.

    "O iate foi detido por erro, no sábado todos os procedimentos formais foram cumpridos e, às 9h50 [no horário local; 21h50, sexta-feira, horário de Brasília], ele partiu do porto de Rajin rumo ao porto de Zarubino. Segundo informou a parte norte-coreana, dado o seu pequeno tamanho e funcionamento silencioso, o iate foi confundido com uma embarcação de pescadores furtivos. Essa foi a razão da detenção", disse o cônsul.

    De acordo com ele, após terem percebido o erro, o iate e a tripulação foram libertados.

    "A tripulação tratou o incidente com compreensão, todos estão bem, de boa disposição. A bordo há água e alimentos. Ontem os ajudamos a contatar com os parentes", contou o cônsul geral.

    Na sexta-feira de manhã, foi informado que o iate, que navegava de Taiwan em direção à cidade russa de Vladivostok, havia sido detido por um navio norte-coreano na parte noroeste do mar do Japão (também conhecido como mar do Leste).

    Como notou o secretário da embaixada da Rússia na Coreia do Norte, Mikhail Koscheev, o iate deve chegar ao porto de Zarubino até esta tarde. A embaixada continua acompanhando a situação.

    Mais:

    Navio da Marinha dos EUA colide com embarcação comercial na costa japonesa
    Último navio da Frota Espacial, projeto muito secreto da URSS, se arrisca a desaparecer
    Tags:
    incidente, apreensão, iate, Rússia, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik