00:49 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1758
    Nos siga no

    Japão convocou uma reunião extraordinária do conselho de segurança nacional, após o lançamento de um míssil balístico pela Coreia do Norte neste domingo, informou a agência Kyodo News.

    A reunião teve início no gabinete no primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que prometeu medidas concretas, em parceria com os EUA, para conter a Coreia do Norte. 

    "A Coreia do Norte está ignorando os numerosos avisos da comunidade internacional, dando seguimento às suas ações provocativas. Isso é inadmissível. Como foi dito durante a cúpula do G7, a Coreia do Norte é um dos problemas mais importantes do mundo. Para conter a Coreia do Norte, adotaremos medidas concretas com os Estados Unidos. Além disso, continuaremos a cooperar com a comunidade internacional e faremos de tudo para garantir a segurança do nosso povo", disse Abe.

    Mais cedo, o secretário-geral do governo japonês, Yoshihide Suga, informou que o míssil norte-coreano caiu na zona econômica exclusiva do Japão. Segundo os militares sul-coreanos, o míssil sobrevoou uma distância de 450 quilômetros.

    Mais:

    Míssil norte-coreano era de médio alcance e sobrevoou 450 quilômetros
    Míssil da Coreia do Norte caiu na zona econômica exclusiva do Japão
    Pentágono: guerra com a Coreia do Norte seria um desastre, inclusive para China e Rússia
    Seul: Coreia do Norte dispara mais um míssil
    Tags:
    míssil balístico, Conselho de Segurança Nacional, Shinzo Abe, Coreia do Norte, Mar do Japão, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar