05:04 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Polícia chinesa patrulhando cidade

    Autoridades chinesas executam ex-chefe da polícia regional por homicídio e corrupção

    © AFP 2018 / Isaac Lawrence
    Ásia e Oceania
    URL curta
    630

    A Corte Suprema Popular da China anunciou na sexta-feira (26) a sentença de pena capital do ex-chefe da polícia da região autônoma da Mongólia Interior e conselheiro político, Zhao Liping, informa a agência chinesa Xinhua.

    No início de fevereiro do ano passado, a Suprema Procuradoria do Povo da China acusou o ex-funcionário de homicídio e posse ilícita de armas. Segundo a investigação, Zhao Liping matou a tiro uma pessoa em março de 2015 na cidade de Chifeng. No final de julho de 2015, ele foi excluído do partido político. Zhao Liping também era presidente de uma repartição da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês na Mongólia Interna.

    Segundo a corte, entre 2008 e 2010, Zhao Liping recebeu ilegalmente 23,7 milhões de iuanes (cerca de R$ 11,3 milhões).

    A China prevê a pena capital para várias violações do direito criminal. Na maioria dos casos, a sentença foi dada por tráfico de drogas. Ultimamente, tem crescido o número de execuções por corrupção. Em abril de 2016, autoridades chinesas decidiram que a pena capital será sentenciada em caso de apropriação ilegal ou subornos de mais de US$ 460 mil (R$ 1,5 milhão).

    Mais:

    Mãe mata quatro filhos com machado e gera debate sobre desigualdade na China
    Partido Comunista da China pune mais de 4.400 por indisciplina
    Tags:
    homicídio, execução, pena capital, suborno, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik