08:29 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    212
    Nos siga no

    O ministro sul-coreano das Relações Exteriores, Yun Byung-se, disse na segunda-feira estar confiante de que os EUA vão se manter fiéis às condições do acordo bilateral sobre a implantação do sistema de mísseis antibalísticos THAAD.

    As condições do acordo foram postas em dúvida depois de uma declaração de Trump segundo o qual deve ser a Coreia a pagar pela instalação do complexo.

    Na sexta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou em uma entrevista ao Washington Times que a Coreia do Sul deve pagar pelo sistema de defesa, que custará $1 bilhão ($R 3,1 bilhões). Representantes do Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Sul disseram que Seul não recebeu qualquer pedido dos EUA para pagar pelo THAAD, apesar das declarações de Trump.

    No domingo, o Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Herbert McMaster, reafirmou que deve ser Washington, e não Seul, a pagar pela instalação do THAAD. McMaster acrescentou que os termos do acordo permanecerão em vigor até novas negociações.

    No início do dia (1 de maio), o porta-voz do Ministério da Defesa Nacional sul-coreano, Moon Sang-gyun, afirmou que Seul não vai renegociar o custo da implantação do THAAD.

    O acordo sobre a implantação do sistema THAAD foi alcançado entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul em julho de 2016, tendo os primeiros componentes do sistema começado a chegar ao país no início de março. Segundo o acordo, Seul deve disponibilizar o local para o sistema enquanto Washington deve pagar pela sua instalação e manutenção.

    Mais:

    Candidata sul-coreana: instalação antecipada do THAAD desrespeita soberania dos aliados
    Especialista sul-coreano: 'EUA confessam que THAAD serve para controlar China'
    Coreia do Sul não quer pagar o THAAD
    Tags:
    THAAD, Herbert McMaster, Donald Trump, Coreia do Sul, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar