21:18 19 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Mísseis no desfile militar dedicado ao aniversário de Kim Il sung em Pyongyang, 15 de abril de 2017

    Quais seriam os maiores afetados por uma guerra entre EUA e Coreia do Norte?

    © AP Photo/ Wong Maye-E
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)
    179845156923

    Uma hipotética guerra entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte poderia levar a sérias perdas de civis na Coreia do Sul e no Japão, além de ataques contra bases militares norte-americanas nestes dois países. É o que avaliou o especialista Vasily Kashin, da Escola Superior de Economia de Moscou.

    “Em caso de guerra, não há maneira dos EUA prevenirem grandes danos na Coreia do Sul e danos significativos no Japão”, afirmou Kashin ao colunista do site The National Interest, Dave Majumdar.

    Ainda segundo Kashin, “seria um desastre humanitário e um choque para a economia global”. “Há de 24 a 25 reatores nucleares no sul. O norte possui milhares de mísseis que são difíceis de parar”, emendou.

    No mesmo artigo, o diretor do Programa de Não-Proliferação para a Ásia no Instituto Middlebury de Estudos Internacionais, Jeffrey Lewis, disse acreditar que o arsenal convencional norte-coreano pode ter a capacidade de superar as defesas antiaéreas dos EUA e seus aliados, sobretudo por possui “centenas” de mísseis de médio alcance, podendo assim causar danos significativos.

    Além disso, um eventual ataque preventivo dos norte-americanos, como aquele visto na Síria, tende a levar Pyongyang a usar as suas armas nucleares, até para compensar o que o artigo chama de “óbvias deficiências em outros aspectos militares”. Não está claro também o tamanho do arsenal norte-coreano, sobretudo o nuclear.

    “Se você tem uma guerra total, o plano norte-coreano é atingir forças dos EUA através da Coreia do Sul e Japão”, afirmou Lewis.

    Tema:
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)

    Mais:

    Mídia: Seul produz novos mísseis destinados a destruir alvos na Coreia do Norte
    Trump espera que tensão com Coreia do Norte termine pacificamente
    Medo de guerra na Coreia faz Brasil manter plano de fuga de embaixada, diz jornal
    EUA deixaram o mundo à beira de uma guerra nuclear, diz embaixador da Coreia do Norte
    Tags:
    terceira guerra mundial, guerra nuclear, guerra, Vasily Kashin, Jeffrey Lewis, Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul, Pyongyang, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik