05:13 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, e seu homólogo sul-coreano, Han Min-koo, durante a visita do primeiro à Coreia do Sul, 3 de fevereiro de 2017

    EUA e Coreia do Sul vão manter contato permanente no contexto das ameaças de Pyongyang

    © REUTERS / Ed Jones/Pool
    Ásia e Oceania
    URL curta
    323
    Nos siga no

    O secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, e seu homólogo sul-coreano, Han Min-koo, apoiaram a ideia de contatos permanentes com o objetivo de aumentar a interação entre os ministérios perante as ações provocatórias por parte da Coreia do Norte.

    Uma fonte do Ministério da Defesa sul-coreano informou à agência Yonhap que "durante as negociações James Mattis propôs ao ministro Han Min-koo manter um contato estreito a qualquer hora e durante o ano inteiro".

    A viagem do novo chefe do Pentágono à Coreia do Sul e ao Japão foi a primeira após a sua posse.

    Durante a sua visita, Mattis se reuniu com o secretário do presidente sul-coreano para questões de segurança, Kim Kwan-jin. As partes concordaram "em manter a paz e a segurança na Península Coreana" e "dar uma resposta firme" no caso de "provocações" por parte da Coreia do Norte.

    Pyongyang afirmou diversas vezes que está pronto para lançar um míssil balístico intercontinental "a qualquer hora". Neste mês de janeiro, a mídia informou que a Coreia do Norte poderia ter instalado novos mísseis balísticos intercontinentais de tamanho menor em seus sistemas de lançamento móveis.

    Cabe mencionar que, em 30 de novembro de 2016, o Conselho de Segurança da ONU aprovou mais uma resolução que reforça as sanções contra a Coreia do Norte, depois do quinto teste nuclear realizado por Pyongyang em setembro. O documento limita a cooperação com a Coreia do Norte em várias áreas, amplia as sanções contra indivíduos e entidades, bem como anuncia a proibição de exportação de novos produtos para o país.

    Mais:

    Coreia do Sul coloca em serviço 36 helicópteros Apache importados dos EUA
    EUA e Coreia do Sul realizam missões de resgate de pilotos em território inimigo
    Tags:
    lançamento, resposta, míssil balístico intercontinental, ameaça, visita, Han Min-koo, James Mattis, Pyongyang, Coreia do Norte, Coreia do Sul, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar