19:24 16 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Autoridades querem monitorar turistas e criar zonas de proteção.

    O governo da Mongólia Interior, no norte da China, estão desenvolvendo um plano para preservar os trechos da Grande Muralha que cortam a região. Entre medidas estão a proteção para importantes trechos e seu entorno e a administração dos visitantes.

    O anúncio segue a regulamentação de Pequim datada de 2006 para preservação do monumento. A Unesco, com base em dados oficiais, calcula que cerca de 30% dos muros já desapareceram e apenas 10% estão em bom estado de conservação. 

    A Mongólia Interior tem uma extensão de 7.570 quilômetros, ou 35% da Grande Muralha, construídos em 11 períodos históricos. As informações são da agência de notícias Xinhua.

    Mais:

    Duterte: ilhas artificiais da China não preocupam Filipinas
    Maduro diz que Venezuela vai comprar armas da Rússia e da China
    Cinco êxitos que China alcançou em 2016 na esfera espacial
    Tags:
    Mongólia Interior, China, Pequim, UNESCO, Grande Muralha da China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar