06:07 01 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    51226
    Nos siga no

    Em seu primeiro comício após ter deixando a Casa Branca, Trump destacou que as potências mundiais humilham os Estados Unidos durante a administração Biden e criticou sua política de imigração.

    No sábado (26), o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, discursando em um comício em Ohio, afirmou que as potências mundiais, incluindo a Rússia, humilham os Estados Unidos durante a presidência de Joe Biden.

    "China, Rússia e Irã humilham nosso país. Joe Biden destrói nosso país diante de nossos olhos", disse Trump no comício em Ohio.

    Além disso, o ex-presidente norte-americano acusou os democratas de terem falsificado os resultados das eleições de 2020. Trump comparou as eleições do ano passado com a votação na Ucrânia em 2004.

    "Em Filadélfia havia mais votos do que eleitores […] Fizeram a participação pelo modelo norte-coreano", segundo Trump.

    "Dizem que tais ações se passaram na Ucrânia em 2004. Agora se passaram em grande escala aqui. Vamos provar isso", acrescentou.

    Trump apelou aos republicanos para retomarem a maioria no Congresso no ano que vem. Também afirmou que pretende ganhar as próximas eleições.

    "Ganhamos a eleição duas vezes e é possível que ganhemos a terceira vez. É possível", disse o ex-presidente dos EUA.

    O ex-líder dos EUA destacou a "catástrofe" na fronteira, onde está aumentando o número de imigrantes ilegais.

    "Você tem milhões de pessoas entrando em nosso país. Não temos ideia quem são. Joe Biden está fazendo exatamente o oposto do que fizemos", declarou Trump.

    Anteriormente, cerca de 50 tribunais, inclusive a Suprema Corte dos Estados Unidos, rejeitaram os argumentos de Trump e seus apoiadores sobre fraude eleitoral na eleição do ano 2020.

    Mais:

    Marinha russa monitora destróier USS Ross dos EUA, que entrou no mar Negro
    Engenheiros revelaram ainda em 2018 problemas no prédio que colapsou em Miami, diz jornal
    EUA ameaçam países árabes com sanções se eles decidirem normalizar relações com Síria
    Depósitos em bancos da China atingem US$ 1 trilhão, diz mídia
    Tags:
    eleições, fraude eleitoral, imigrantes, administração, Joe Biden, Donald Trump, Estados Unidos, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar