13:22 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    21853
    Nos siga no

    Enquanto Exército dos EUA tenta ganhar o coração dos recrutas da Geração Z com um apelo novo e mais "íntimo", republicanos criticam nova estratégia de campanha como tentativa de "castrar" os militares americanos.

    O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, elogiou os militares dos EUA como "os melhores" do mundo atualmente, ao mesmo tempo que disse que ele não sucumbiria às críticas que supostamente vinham das lideranças chinesa e russa.

    Em entrevista exclusiva à CNN para o Memorial Day, Austin argumentou que os militares americanos nunca serão "moles", apesar do que ele vê como tentativas russas e chinesas de "capitalizar em pontos de discussão como esse".

    "Não vou perder um minuto de sono pelo que a liderança chinesa está dizendo ou pelo que [o presidente russo] Vladimir Putin está dizendo. No que vou focar, e no que estou focado, é na defesa desta nação, e em garantir que temos o que é necessário para ter sucesso", disse o funcionário.

    Falando pouco depois de o Exército dos EUA ter sido criticado por uma nova campanha de recrutamento, descrita por alguns do lado direito do espectro político como "desperta", com anúncios lançados neste mês apresentando retratos "íntimos" e histórias pessoais de soldados, incluindo as sobre igualdade e de serem criados por duas mães, Austin disse que as Forças Armadas americanas ainda superam as de outros países devido a sua tecnologia e seus membros.

    As Forças Armadas dos EUA
    © AFP 2021 / MICHAL CIZEK
    As Forças Armadas dos EUA
    "Acho que estamos fazendo um ótimo trabalho em termos de recrutamento do tipo certo de pessoas, proporcionando acesso a pessoas de todos os cantos, todos os estilos de vida neste país. Contanto que você esteja em forma e possa se qualificar, há um lugar para você nesta equipe", afirmou o secretário de Defesa, que serviu por mais de 40 anos nas Forças Armadas dos EUA.

    De acordo com um senador republicano do Texas, Ted Cruz, os novos anúncios de recrutamento sugerem que um "militar castrado" foi transformado "em amores-perfeitos" pelos democratas e pelo que ele caracteriza como "mídia desperta".

    Mais:

    Pentágono revisará sua presença militar em todo o mundo, afirma secretário de Defesa
    Ante dúvidas sobre retirada de tropas, secretário de Defesa dos EUA visita Afeganistão de surpresa
    Secretário de Defesa dos EUA visitará Israel em meio a tensões com o Irã
    Tags:
    secretário de defesa, opiniões, opinião, China, Rússia, Forças Armadas dos EUA, Exército, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar