11:41 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)
    110
    Nos siga no

    Os Estados Unidos registraram nesta segunda-feira (17) o menor aumento diário de infecções por coronavírus desde junho de 2020. Nas últimas 24 horas, foram detectados 16.864 casos.

    De acordo com a Universidade Johns Hopkins, que monitora os dados sobre a COVID-19 no mundo, os Estados Unidos tiveram 262 mortes pela doença confirmadas nas últimas 24 horas.

    Um dia antes, haviam sido registrados 28.000 casos de infecção e 476 mortes por coronavírus nos Estados Unidos.

    O maior aumento diário de infecções por coronavírus nos Estados Unidos - cerca de 300 mil casos - foi registrado no início do ano. Em janeiro, o país também registrou o aumento máximo de óbitos por COVID-19 em um dia, chegando a mais de 4,3 mil mortes em 24 horas no primeiro mês do ano.

    Paciente recebe vacina Johnson & Johnson contra a doença do novo coronavírus (COVID-19) em Los Angeles, Califórnia, EUA, 25 de março de 2021
    © REUTERS / Lucy Nicholson
    Paciente recebe vacina Johnson & Johnson contra a doença do novo coronavírus (COVID-19) em Los Angeles, Califórnia, EUA, 25 de março de 2021

    De acordo com a universidade John Hopkins, o aumento mínimo diário anterior de infecções por coronavírus foi registrado em 10 de junho de 2020. Nesse dia, 11 802 pessoas foram diagnosticadas com COVID-19.

    No total, desde o início da pandemia nos Estados Unidos, foram identificados quase 33 milhões de infectados, sendo que quase 586 mil pessoas morreram em decorrência da COVID-19.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)

    Mais:

    Médico rejeita previsão de universidade dos EUA: 'Brasil pode evitar 600 mil óbitos pela COVID-19'
    Anthony Fauci: EUA vivem momento crítico e estão à beira de enfrentar 4ª onda da COVID-19
    EUA: funcionários de saúde temem surgimento de novas cepas da COVID-19 em 'cenário do Juízo Final'
    Tags:
    mortes, Universidade John Hopkins, pandemia, EUA, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar