22:09 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    12148
    Nos siga no

    Mais de 120 generais e almirantes aposentados norte-americanos publicaram uma carta aberta, na qual expressam preocupação com a condição física e mental do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assim como com a política do atual governo.

    A carta aberta dos ex-oficiais norte-americanos foi publicada na segunda-feira (10), segundo aponta o site Huffington Post, que afirma que a mensagem causou polêmica nos EUA e colocou militares da ativa e da reserva em modo de "alerta".

    "A condição mental e física do comandante-em-chefe [Biden] não pode ser ignorada. Ele deve ser capaz de tomar rapidamente decisões precisas sobre segurança nacional envolvendo a vida e a integridade em qualquer lugar, durante o dia ou à noite", diz a carta, levantando dúvidas sobre o atual ocupante da Casa Branca.
    Presidente dos EUA, Joe Biden, sorri durante visita à comunidade em Washington, EUA, 5 de maio de 2021
    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Presidente dos EUA, Joe Biden, sorri durante visita à comunidade em Washington, EUA, 5 de maio de 2021

    Os autores da carta afirmam ainda que os EUA lutam pela sobrevivência como república constitucional e se encontram atualmente em profundo perigo. Além disso, o grupo ecoa a ideia de que Biden não venceu as eleições de forma justa, uma acusação levantada pelo ex-presidente Donald Trump - que foi derrotado pelo democrata nas eleições presidenciais.

    Citando uma "forte guinada à esquerda", a carta alerta para um suposto conflito entre apoiadores do socialismo e do marxismo contra defensores da liberdade constitucional nos EUA.

    "Sob um Congresso democrata e a atual administração, nosso país deu uma forte guinada à esquerda em direção ao socialismo e a uma forma marxista de governo tirânico que deve ser combatida agora pela eleição de candidatos ao Congresso e à Presidência que sempre agirão em defesa de nossa república constitucional. A sobrevivência de nossa nação e de suas prezadas liberdades e valores históricos está em jogo", acrescenta o texto.

    Os ex-militares conclamaram os cidadãos norte-americanos a se envolverem em todos os níveis para eleger os políticos que agirão para salvar a nação e responsabilizar os que estão atualmente no comando do país.

    Mais:

    Biden diz à Mossad que EUA 'não estão perto de retornar ao acordo nuclear', segundo mídia
    Biden planeja reunião com o presidente Vladimir Putin em junho
    UE pondera 'novo instrumento legal' em resposta à ordem de Biden de 'comprar americano', diz mídia
    'É hora de agir', diz Moon Jae-in sobre a Coreia do Norte antes do encontro com Biden
    Tags:
    Joe Biden, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar