20:31 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo vs. pandemia do coronavírus no início de maio de 2021 (63)
    0 30
    Nos siga no

    O governo da Argentina e a oposição concordaram em adiar as eleições primárias dos partidos e as eleições legislativas de meio de mandato por cinco semanas devido à pandemia de COVID-19.

    A informação foi confirmada pelo Ministério do Interior do país em um comunicado de imprensa.

    "O Ministro do Interior, Wado de Pedro, e o presidente da Câmara dos Deputados, Sergio Massa, se reuniram hoje a pedido do presidente Alberto Fernández com os diferentes chefes de blocos, com os quais concordaram em adiar as eleições primárias para 12 de setembro e geral para 14 de novembro, tendo em conta o contexto atual da pandemia", comunicou o ministério.

    A reunião foi realizada virtualmente em um momento em que a Argentina vive um novo pico de casos e mortes por doenças respiratórias.

    Em Buenos Aires, capital da Argentina, profissionais de saúde higienizam mãos de pessoas em fila para teste de detecção da COVID-19, em 13 de abril de 2021
    © REUTERS / Agustin Marcarian
    Em Buenos Aires, capital da Argentina, profissionais de saúde higienizam mãos de pessoas em fila para teste de detecção da COVID-19, em 13 de abril de 2021

    De Pedro disse que ter conseguido o adiamento "é poder ganhar um mês em cada um dos órgãos eleitorais para que mais argentinos possam ser vacinados. A cada dia que ganhamos para vacinar mais vidas são salvas", segundo o comunicado.

    Até esta sexta-feira (7), a Argentina tinha 3.118.134 casos desde que a pandemia foi declarada em março de 2020 e 66.872 mortes, enquanto vacinou 8.951.821 pessoas.

    Tema:
    Mundo vs. pandemia do coronavírus no início de maio de 2021 (63)

    Mais:

    Desaceleração econômica está alimentando uso de criptomoedas na Argentina
    Quais as consequências do fim do pacto do transporte naval do Brasil com Argentina e Uruguai?
    Parlamentar do Mercosul: Sputnik V para Argentina é 'saída estratégica' da pandemia
    Tags:
    COVID-19, pandemia, partidos, eleições, política, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar