05:04 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3214
    Nos siga no

    O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, acusou a China, em entrevista veiculada neste domingo (2), de desafiar a ordem mundial agindo com repressão e agressão.

    "É o único país do mundo que possui capacidade militar, econômica e diplomática para minar ou desafiar a ordem baseada em regras que nós nos importamos tanto e estamos determinados a defender. Mas quero ser muito claro sobre uma coisa. E isso é importante. Nosso propósito não é conter a China, segurá-la, mantê-la sob controle. É defender essa ordem baseada em regras que a China está desafiando. Qualquer um que apresentar um desafio a essa ordem, vamos nos levantar e defendê-la", disse Blinken ao programa 60 Minutes, da CBS.

    ​No entendimento do chefe da diplomacia dos Estados Unidos, a China acredita que pode ser e deve ser o "país dominante" no mundo, desafiando, assim, os interesses dos EUA. E, na perseguição a esse objetivo, Pequim, de acordo com ele, tem demonstrado um comportamento mais agressivo.

    "Acho que o que nós temos testemunhado nos últimos vários anos é a China agindo mais repressivamente em casa e mais agressivamente no exterior. Isso é um fato." 

    Apesar dos desafios impostos pelos chineses a essa ordem mundial dominada por Washington e do aumento das tensões entre os dois países, o secretário de Estado afirma, por outro lado, não acreditar na possibilidade de ocorrer um conflito aberto entre EUA e China, uma vez que isso não seria do interesse de nenhuma das partes.

    Mais:

    EUA avaliam necessidade de criptomoeda do banco central e descartam uso de yuan digital da China
    EUA dizem que ritmo de produção de energia nuclear da China está mais acelerado do que o previsto
    Kissinger adverte Estados Unidos e China sobre conflito máximo de inteligência artificial
    Marinha dos EUA envia mensagem à China destruindo pela 1ª vez navio com enxame de drones, diz jornal
    Tags:
    secretário de Estado, entrevista, CBS, Washington, Antony Blinken, Pequim, Estados Unidos, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar