10:44 16 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    912
    Nos siga no

    O acordo de paz alcançado pelos EUA e o movimento Talibã foi o melhor possível, dadas as circunstâncias, afirmou nesta terça-feira (27) o enviado especial de Washington para o Afeganistão, Zalmay Khalilzad, em audiência no Congresso.

    "Dadas as circunstâncias, com o desejo dos Estados Unidos de retirar suas forças do Afeganistão, o acordo que alcançamos com os talibãs foi o melhor possível", disse Khalilzad.

    O representante especial para a Reconciliação do Afeganistão, Zalmay Khalilzad, participa de audiência na Comissão de Relações Exteriores do Senado.

    O enviado também assinalou que o movimento Talibã (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) enfrentará sanções e o isolamento de Washington, e seus aliados, se obstruir os esforços para um acordo de paz no Afeganistão.

    Por outro lado, Khalilzad mencionou a possibilidade de as Nações Unidas enviarem forças de paz ao Afeganistão após a retirada das tropas norte-americanas, mas sublinhou essa alternativa ainda não está sobre a mesa.

    Em declarações ao Comitê de Relações Exteriores do Senado, o enviado especial acrescentou que os Estados Unidos solicitaram às Nações Unidas que desempenhe um papel mais ativo na "promoção e facilitação" do processo de paz no Afeganistão.

    Mais:

    Saída dos EUA do Afeganistão teria como meta liberar recursos para enfrentar China
    EUA já estão retirando equipamento militar do Afeganistão, informa comandante americano
    Bombardeiros B-52 chegam ao Qatar para garantir retirada de tropas dos EUA do Afeganistão
    Tags:
    acordo de paz, insurgência, Talibã, retirada, intervenção estrangeira, Guerra no Afeganistão, Afeganistão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar