22:48 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    383
    Nos siga no

    Em entrevista à emissora Newmax TV, Donald Trump duvidou da normalidade do atual presidente dos EUA, afirmando ser pior do que Bernie Sanders.

    O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, duvidou da normalidade do atual presidente norte-americano Joe Biden após o último ter tropeçado ao embarcar em avião. Além disso, Trump duvidou do entendimento de Biden na hora de assinar documentos.

    Anteriormente, em 19 de março, Biden tropeçou três vezes e, em seguida, levou um tombo quando subia as escadas do avião presidencial. A Casa Branca justificou os tropeços se apoiando em ventos fortes.

    O entrevistado relembrou quando Biden chamou por acaso a vice-presidente Kamala Harris de presidente, e mencionou a 25ª Emenda à Constituição dos Estados Unidos que implica a transmissão do mandato para o vice-presidente em caso de morte ou incapacidade do presidente de desempenhar suas funções.

    "Isso é muito sério, espero que isso nunca aconteça, mas algo está acontecendo e é louco", disse Trump.

    O ex-presidente norte-americano duvidou do entendimento de Biden de quais papéis assina.

    "Você se pergunta se ele entende ou não todas as coisas que assina, porque é pior que Bernie Sanders em seu pior momento […]. Bernie Sanders em esteroides não assinaria o que assina Biden", acrescentou Trump.

    Comentando a cobertura da mídia dos tropeços de Biden ao embarcar no avião, Trump afirmou que não há mais liberdade de imprensa. O entrevistado destacou que os veículos de imprensa populares quase não mencionaram o incidente.

    "Eu esperava isso […] a queda foi horrível, tropeçou não uma vez, tropeçou três vezes. E os veículos de imprensa populares não falaram disso, isso é horrível, não é possível crer, não há mais liberdade de imprensa", afirmou Trump em entrevista à Newmax TV.

    Mais:

    Erdogan chama de 'esplêndida' resposta de Putin às palavras de Biden
    Após palavras duras de Biden sobre Putin, embaixador russo nos EUA parte rumo a Moscou
    Filho de Trump afirma que EUA não têm líder, após Casa Branca recusar conversa com Putin
    Biden pondera que forças dos EUA permaneçam no Afeganistão 6 meses mais do que acordado, diz mídia
    'Efeito Trump': quem se beneficia com a reforma eleitoral dos EUA?
    Tags:
    presidente, entrevista, EUA, Donald Trump, Joe Biden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar