15:06 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    036
    Nos siga no

    A Procuradoria Federal dos EUA afirmou que o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, possui vínculos com o suposto narcotraficante Geovanny Fuentes, que é julgado em Nova York.

    De acordo com a procuradoria norte-americana, Fuentes e Hernández se tornaram sócios em 2013, quando Hernández ainda era candidato à presidência, com o objetivo de enviar diversos quilos de cocaína aos EUA.

    "Fuentes subornou inclusive o presidente de Honduras [...] e o presidente o blindou à prova de balas", afirmou o promotor Jacob Gutwillig, após contar que Fuentes sequestrou, torturou e apunhalou até a morte um policial que ousou enfrentá-lo.

    As acusações foram feitas durante o julgamento do hondurenho Geovanny Fuentes, em Nova York, segundo a agência de notícias AFP.

    Toneladas de cocaína, armas, violência, assassinatos brutais, subornos e corrupção, foram algumas das acusações feitas pelos promotores norte-americanos.

    Hernández, que assumiu a presidência de Honduras em 2014 e está em seu segundo mandato, nega as acusações e se apresenta como herói na luta contra o narcotráfico e gangues.

    Mais:

    Futuro incerto faz Força Aérea dos EUA recorrer ao passado por superioridade aérea, diz analista
    EUA aumentarão pressão contra Venezuela 'multilateralmente', diz fonte do governo
    Soldados dos EUA recebem visores para ver 'além da parede', diz mídia
    Tags:
    Honduras, narcotráfico, promotor, promotoria, promotores
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar