10:55 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)
    0 30
    Nos siga no

    A expectativa de vida nos Estados Unidos caiu para o seu nível mais baixo em 15 anos no primeiro semestre de 2020, período em que a pandemia do novo coronavírus chegou ao país e provocou a primeira onda de mortes.

    De acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (18) pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, a expectativa de vida no país caiu de 78,8 anos para 77,8, a menor registrada no país desde 2006.

    "Trata-se de uma redução significativa [...] A última vez que aconteceu algo parecido foi nos anos de 1940, durante a Segunda Guerra Mundial'', afirmou Robert Anderson, diretor de estatísticas dos CDC, citado pela agência Associated Press.

    Esta é a primeira vez que os CDC emitem uma cifra preliminar sobre a expectativa de vida nos EUA. Contudo, é possível que o número de mortes aumente na medida em que forem registradas mais certidões de óbito, pois já se sabe que 2020 foi o ano mais mortífero da história dos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de falecimentos.

    Pessoas em luto durante enterro de parente, falecido em função da COVID-19, em San Felipe, Texas, EUA, 26 de janeiro de 2021
    © REUTERS / Callaghan O'Hare
    Pessoas em luto durante enterro de parente, falecido em função da COVID-19, em San Felipe, Texas, EUA, 26 de janeiro de 2021

    Os dados divulgados pelos CDC apontam que as minorias foram os grupos que mais sofreram com a pandemia. A expectativa de vida entre os afro-americanos, por exemplo, caiu quase três anos, enquanto a redução entre os hispânicos foi de quase dois anos.

    "Entre 2019 e a primeira metade de 2020, a expectativa de vida caiu 2,7 anos entre a população negra não hispânica [74,7 para 72,0]. Ela se reduziu em 1,9 ano para a população hispânica [81,8 para 79,9] e em 0,8 ano para a população branca e não hispânica [78,8 para 78,0]", diz o relatório publicado pelos CDC.

    Além disso, os dados dos CDC mostram que a expectativa de vida entre os homens era de 75,1 anos na primeira metade de 2020, o que representa uma queda de 1,2 ano em comparação com 2019, quando a expectativa era de 76,3. Já entre as mulheres o número reduziu de 81,4 anos em 2019 para 80,5 em 2020.

    Os EUA são o país mais atingido pela COVID-19 no mundo, com mais de 27,8 milhões de casos e quase 500 mil mortes desde o início da pandemia, segundo o mapa elaborado pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de fevereiro de 2021 (110)

    Mais:

    Lancet critica 'impactos devastadores' da era Trump e neoliberalismo nos EUA na resposta à COVID-19
    China: 'EUA criaram sérios obstáculos à cooperação internacional na luta contra a COVID-19'
    Reino Unido apoia os EUA exigindo maior clareza na investigação sobre a COVID-19 na China
    Tags:
    mortalidade, Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, COVID-19, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar