13:53 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 22
    Nos siga no

    O diretor financeiro do Twitter, Ned Segal, disse nesta quarta-feira (10) que a empresa não vai permitir que Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, volte à plataforma, mesmo que se candidate novamente.

    A declaração foi dada durante uma entrevista do executivo à emissora norte-americana CNBC.

    "Conforme nossas políticas, quando você é removido da plataforma, é removido da plataforma, seja você um comentarista, um diretor financeiro ou funcionário público atual ou anterior", afirmou.
    O diretor financeiro do Twitter, Ned Segal, chega para uma conferência na Idaho, nos Estados Unidos.
    © AFP 2021 / Drew Angerer
    O diretor financeiro do Twitter, Ned Segal, chega para uma conferência na Idaho, nos Estados Unidos.

    Trump foi expulso do Twitter depois que um grupo de apoiadores do ex-presidente invadiu o Capitólio dos EUA, em 6 de janeiro. O episódio deixou cinco pessoas mortas e várias feridas.

    "Nossas políticas são elaboradas para garantir que as pessoas não incitem a violência. [...] E se alguém o fizer, teremos que retirá-lo do serviço e nossas políticas não permitem um retorno", declarou.

    Além do Twitter, o Facebook e outras redes sociais bloquearam os perfis do ex-presidente.

    Nesta quarta-feira (10), integrantes do Partido Democrata que atuam como promotores de acusação no julgamento de impeachment contra Donald Trump exibiram novos vídeos e áudios que, segundo eles, ajudam a incriminar o ex-presidente dos Estados Unidos.

    Mais:

    Biden anuncia sanções dos EUA contra líderes militares de Mianmar
    EUA e Japão prorrogam acordo sobre tropas e expressam preocupação com 'assertividade' da China
    Larry Flynt, editor da revista Hustler, morre aos 78 anos nos EUA
    Chefe do Tesouro dos EUA diz que criptomoedas são 'problema crescente'
    Tags:
    política de privacidade, privacidade, rede social, Capitólio dos EUA, expulsão, Twitter, Donald Trump, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar