10:48 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    6614
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, acusou "milícias apoiadas pelo Irã" de realizar o ataque de foguete de domingo contra a Zona Verde na capital do Iraque, Bagdá.

    "Os Estados Unidos condenam veementemente o último ataque de milícias apoiadas pelo Irã na Zona Internacional de Bagdá. Embora nenhum funcionário da embaixada tenha sido ferido, o ataque causou pelo menos uma vítima civil iraquiana e danificou propriedades civis iraquianas. Desejamos que os feridos tenham uma recuperação rápida", disse Pompeo em um comunicado neste domingo (20).

    Ele pediu aos iraquianos que apoiassem os esforços do governo para levar à Justiça os responsáveis pelos ataques com foguetes.

    Oficiais curdos assistem a cerimônia de distribuição de ajuda militar pelo Exército dos EUA, em Arbil, Iraque, 10 de novembro de 2020
    © REUTERS / Azad Lashkari
    Militares curdos recebem ajuda militar dos EUA

    "Enquanto o Iraque luta contra a COVID-19 e uma crise econômica cada vez mais terrível, as milícias apoiadas pelo Irã são o obstáculo mais sério para ajudar o país a retornar à paz e à prosperidade. As mesmas milícias que visam instalações diplomáticas estão roubando recursos do Estado iraquiano em escala maciça, atacando manifestantes e ativistas pacíficos e engajados na violência sectária", disse Pompeo.

    A embaixada dos EUA em Bagdá informou no domingo que o último ataque de foguete contra a Zona Verde, que hospeda missões diplomáticas e prédios do governo, infligiu alguns danos menores às suas instalações.

    De acordo com reportagens da TV iraquiana, três foguetes foram disparados contra a Zona Verde de Bagdá no domingo e os sistemas de defesa aérea da embaixada dos EUA responderam ao ataque.

    Mais:

    Dezenas de caminhões-cisterna com petróleo sírio roubado saem do país rumo ao Iraque, diz mídia
    Exército do Iraque elimina mais de 40 militantes do Daesh durante operação (FOTOS)
    Ensaio de invasão: como Iraque de Saddam resistiu aos ataques de EUA e Reino Unido em 1998
    Tags:
    EUA, Iraque, Irã, Crise, ataques
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar