11:38 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 13
    Nos siga no

    O Parlamento do país latino-americano aprovou uma iniciativa presidencial sobre um decreto de assistência financeira por parte do FMI de US$ 185,3 milhões (R$ 996 milhões).

    O deputado Wálmaro Gutiérrez, presidente da Comissão de Produção, Economia e Orçamento do Legislativo da Nicarágua, afirmou:

    "Vão fluir mais recursos da comunidade internacional para, com o esforço fiscal dos nicaraguenses, reconstruir nosso país, apesar do golpismo, do ódio, das mentiras, da manipulação, a verdade se impõe."

    No comunicado do Fundo Monetário Internacional (FMI), onde se informou sobre a aprovação da transferência, se reconheceu a positiva condução macroeconômica do governo da Nicarágua e a política equilibrada de endividamento público que possibilita a concessão do financiamento, salientou o legislador da bancada governante.

    Após ser atingida pelos intensos furacões Eta e Iota em um intervalo de 13 dias, a Nicarágua adiantou em 18 de novembro um cálculo de US$ 742 milhões (R$ 3,98 bilhões) em perdas econômicas devido a estes desastres naturais.

    A matriz do Fundo Monetário Internacional (FMI), na capital dos EUA, Washington D.C
    © AP Photo / Cliff Owen
    A matriz do Fundo Monetário Internacional (FMI), na capital dos EUA, Washington D.C

    Ante esta situação, o governo do presidente Daniel Ortega recorreu a vários organismos financeiros internacionais a fim de recolher fundos para a recuperação do país e fortalecer uma parte do Orçamento Geral da República para o exercício econômico de 2021.

    O empréstimo do FMI ao país da América Central conta com duas partes, o Instrumento de Financiamento Rápido (IFR) e o Serviço de Crédito Rápido (SRC), os quais vão estar destinados ao plano de reconstrução das zonas afetadas pelos dois furacões, assim como o combate à pandemia da COVID-19 e a assistência na saúde e alimentação no contexto da atual emergência.

    Mais:

    Venezuela, Afeganistão, Nicarágua: como eram as guerras não 'declaradas' da CIA
    Nicarágua: oposição assume responsabilidade por 'ações militares' após explosões
    Países membros do BRICS compartilham visões em comum nas reformas de FMI, OMC e OMS, diz Putin
    Tags:
    economia, FMI, furacão, orçamento, Nicarágua, Américas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar