18:34 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 86
    Nos siga no

    Caças F-16 dos Estados Unidos interceptaram uma aeronave que violou o espaço aéreo restrito durante o comício de campanha do presidente norte-americano, Donald Trump.

    O incidente ocorreu em Bullhead City, no estado norte-americano do Arizona, conforme relatado em comunicado nas redes sociais pelo Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (NORAD) nesta quarta-feira (28).

    Aproximadamente às 14h00 MDT, uma aeronave F-16 do NORAD investigou uma aeronave de aviação comum que não estava em comunicação com o ATC e entrou na área de restrição temporária de voo em torno de Bullhead City, AZ sem a devida autorização.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, joga máscaras para apoiadores em comício de campanha em Stanford, Flórida (EUA), 12 de outubro de 2020
    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Presidente dos EUA, Donald Trump, joga máscaras para apoiadores em comício de campanha em Stanford, Flórida (EUA), 12 de outubro de 2020

    O comunicado aponta que a aeronave em violação não respondeu aos procedimentos iniciais de interceptação, mas estabeleceu contato por rádio depois que os caças norte-americanos lançaram sinalizadores. Os caças F-16 escoltaram a aeronave para fora da área restrita sem mais incidentes, conforme acrescentou o comunicado da NORAD.

    Trump comentou o incidente durante o comício e inicialmente pensou que os militares dos EUA estavam fazendo um show aéreo surpresa para ele, mas depois o presidente demonstrou preocupação ao afirmar que precisava "ter cuidado".

    Mais:

    Rússia e China têm inveja do poder militar dos EUA, considera Trump
    F-16 da Turquia derruba Su-25 armênio, diz Ministério da Defesa armênio, Ancara nega
    Senadores dos EUA querem sanções contra Turquia após relatos de esta acionar S-400 contra caças F-16
    Tags:
    NORAD, Arizona, Donald Trump, F-16
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar