03:30 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    COVID-19 no mundo no início de outubro (66)
    0 42
    Nos siga no

    Após registrar recorde de 939 casos confirmados de COVID-19 nesta sexta-feira (9), a província de Ontário, no Canadá, anunciou que proibirá o funcionamento de restaurantes, bares, academias e teatros nas cidades de Toronto e Ottawa.

    O governo afirmou que as medidas entram em vigor no sábado (10), e terão prazo de 28 dias. A região de Peel também estará sujeita às novas restrições.

    O governo do Canadá pede às pessoas dessas áreas que deixem suas casas apenas por motivos essenciais.

    O primeiro-ministro da província Ontário, Doug Ford, disse que se a tendência continuar, a região pode experimentar um cenário como aquele que foi visto no norte da Itália e em Nova York.

    "Se não tomarmos essa decisão agora, eu seria negligente", afirmou Ford. "Eu sei o que isso vai fazer com as empresas que já estão sofrendo".

    Doug Ford também disse que a pandemia acelerou no Canadá, e é extremamente séria. A fala aconteceu apenas três dias depois dele dizer que Ontário, a região mais populosa do país, estava nivelando a curva da epidemia.

    O diretor de saúde pública de Ontário, Dr. David Williams, disse que as medidas não teriam sido necessárias se mais pessoas tivessem seguido as diretrizes, usado máscaras e mantido o distanciamento social.

    Primeiro-ministro de Ontário Ford, o ministro Elliott e o ministro Phillips fazem o anúncio.

    Tema:
    COVID-19 no mundo no início de outubro (66)

    Mais:

    Canadá seguirá com testes e desenvolvimento de vacina chinesa contra COVID-19, diz agência
    Manifestantes antirracistas derrubam estátua de ex-primeiro-ministro do Canadá
    Canadá anuncia programa de US$ 168 milhões para fomentar empreendedorismo negro
    Navio de guerra do Canadá navega pelo estreito de Taiwan em meio a tensões com China
    Tags:
    Toronto, COVID-19, Justin Trudeau, Canadá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar