19:15 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    No primeiro e único debate entre os candidatos a vice-presidente dos Estados Unidos, o vice-presidente republicano de Donald Trump, Mike Pence, e sua adversária democrata e companheira de chapa de Joe Biden, Kamala Harris, trocaram acusações sobre temas como COVID-19, China e violência policial.

    O debate vice-presidencial entre Harris e Pence ocorreu após o primeiro debate entre o candidato presidencial democrata, Joe Biden, e seu adversário republicano, Donald Trump, um encontro marcado pelo tom elevado usado pelos candidatos, apontado pela imprensa como "caótico".

    O debate desta quarta-feira (7) foi realizado na cidade de Salt Lake City, na Universidade de Utah, e foi mediado pela jornalista Susan Page, chefe do escritório de Washington do jornal USA Today. Tanto Page quanto os candidatos permaneceram separados por barreiras de acrílico e a uma distância segura para evitar a transmissão da COVID-19. Pelo mesmo motivo, esse foi o único debate entre os vices.

    Ao longo do debate, Harris e Pence tiveram uma discussão menos calorosa do que a de seus companheiros de chapa, apesar de discutirem temas polêmicos como a resposta contra a pandemia da COVID-19, a relação dos EUA com a China, racismo, supremacismo branco e violência policial. Apesar de interrupções constantes do candidato republicano, o tom foi mais ameno do que o usado por Trump contra Biden.

    Pandemia nos EUA, China e acordo nuclear iraniano

    A primeira rodada de perguntas tratou da pandemia. Harris lembrou que os EUA são o país mais impactado pela COVID-19, com mais de 210 mil mortes causadas pela doença, e chamou a forma como a Casa Branca lidou com a crise de o "maior fracasso de qualquer administração presidencial na história dos EUA". Já Pence criticou atitudes de Biden e defendeu Trump afirmando que o governo tem dezenas de milhões de doses de uma vacina contra a COVID-19 que ficarão prontas até o final do ano.

    Em Salt Lake City, a candidata democrata à vice-presidência dos EUA, Kamala Harris, participa de debate com seu adversário republicano, o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, em 7 de outubro de 2020
    © AP Photo / Julio Cortez
    Em Salt Lake City, a candidata democrata à vice-presidência dos EUA, Kamala Harris, participa de debate com seu adversário republicano, o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, em 7 de outubro de 2020

    Tendo em vista o impacto da pandemia na economia dos EUA, Harris garantiu que o projeto econômico de Biden criará sete milhões de empregos a mais do que o plano apresentado por Trump e ressaltou os planos democratas para investir em energia limpa, pesquisa e inovação.

    Pence acusou Biden de planejar aumentar impostos e regulamentações, apontando que o democrata pretende se render economicamente à China, com quem Trump tem rivalizado ao longo de seu governo. Em outro momento do debate, Pence afirmou que os EUA querem melhorar as relações com a China, mas que responsabilizarão Pequim pela COVID-19, algo que Trump tem feito ao longo da pandemia.

    Ainda no campo das relações internacionais, Harris criticou a atitude de Trump de retirar os EUA do acordo nuclear iraniano.

    "Veja o acordo nuclear com o Irã, que agora nos coloca em uma posição em que estamos menos seguros porque eles estão construindo o que pode acabar sendo um arsenal nuclear significativo", disse Harris.

    Pence, porém, defendeu a decisão de Trump e elogiou a operação que levou à morte do comandante iraniano Qassem Soleimani, no início do ano.

    Violência policial, racismo e integridade das eleições

    Em meio ao crescente debate sobre violência policial e racismo nos EUA, Harris prometeu que o governo Biden reformaria o policiamento no país, incluindo a proibição dos estrangulamentos, à luz da violência contra os cidadãos negros.

    Pence manteve a posição de Trump e refutou a noção de que a Justiça dos EUA é sistemicamente racista, chamando a afirmação de um "insulto" à aplicação da lei.

    Em Salt Lake City, nos EUA, o candidato republicano à vice-presidência, Mike Pence, participa de debate com sua adversária democrata, Kamala Harris, em 7 de outubro de 2020
    © AP Photo / Julio Cortez
    Em Salt Lake City, nos EUA, o candidato republicano à vice-presidência, Mike Pence, participa de debate com sua adversária democrata, Kamala Harris, em 7 de outubro de 2020

    O vice-presidente disse ainda que, embora não houvesse desculpa para o que aconteceu com George Floyd – homem negro morto em maio deste ano por asfixia sob custódia policial -, também não há desculpa para protestos violentos, referindo-se aos protestos que se espalharam pelo país após a morte de Floyd.

    O debate foi encerrado com trocas de acusações entre os candidatos sobre o tema da integridade das eleições. Harris acusou Trump de tentar suprimir a votação e pediu aos eleitores norte-americanos para irem às urnas, inclusive antecipadamente. Trump tem afirmado que o voto antecipado, por correio, tornará a eleição fraudulenta, o que é negado pelas autoridades eleitorais do país.

    Em San Diego, no estado norte-americano da Califórnia, pessoas assistem o debate entre Kamala Harris e Mike Pence, os candidatos a vice-presidente dos Estados Unidos, em 7 de outubro de 2020
    © REUTERS / Mike Blake
    Em San Diego, no estado norte-americano da Califórnia, pessoas assistem o debate entre Kamala Harris e Mike Pence, os candidatos a vice-presidente dos Estados Unidos, em 7 de outubro de 2020

    Muitos especialistas acreditam que o debate entre Harris e Pence deve ter um impacto maior no resultado da eleição presidencial dos EUA deste ano do que os debates vice-presidenciais costumam ter normalmente.

    Trump e Biden devem se encontrar para um segundo confronto no dia 15 de outubro. Isso, no entanto, pode mudar, já que Trump foi diagnosticado com COVID-19 e está em tratamento. Mesmo assim, o presidente expressou sua disposição para debater, enquanto seu adversário democrata sugeriu recentemente que o debate não deve ser realizado se Trump ainda tiver COVID-19.

    Mais:

    Eleição nos EUA: equipe de Biden espera participação de Trump em próximo debate
    Eleições nos EUA: Trump e Biden debatem pela 1ª vez com muitas interrupções e ataques
    Em debate, Mike Pence e Kamala Harris serão separados por uma barreira de acrílico, diz site
    Tags:
    COVID-19, eua, Joe Biden, Donald Trump, Mike Pence, Kamala Harris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar