07:48 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)
    1154
    Nos siga no

    As Américas são responsáveis ​​por 64% das mortes por novo coronavírus oficialmente relatadas em todo o mundo - apesar de ter apenas 13% da população mundial, revelou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

    Os casos de COVID-19 nas Américas chegaram a quase 11,5 milhões, já que a região continua a carregar a maior contagem da doença, disse a diretora regional da OMS, Carissa Etienne, na terça-feira (18).

    Mais de 400 mil pessoas morreram na região como resultado da pandemia, acrescentou ela, falando em uma reunião virtual de Washington com outros diretores da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

    "Os maiores impulsionadores da contagem de casos são os Estados Unidos e o Brasil", afirmou a diretora regional da OMS.

    Na terça-feira, os EUA tinham 172.048 mortes e 5.494.239 casos confirmados, e o Brasil tinha 109.888 mortes e 3.407.354 casos, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

    Uma semana atrás, Etienne disse que a região permanecia sob o controle do novo coronavírus, e metade dos 100 mil casos diários de COVID-19 nas Américas ocorriam nos Estados Unidos.

    "Houve picos preocupantes em países que controlaram os surtos, como Argentina e Colômbia", acrescentou ela.
    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)

    Mais:

    Argentina desenvolve medicamento para COVID-19 com soro equino
    Brasil apresenta desaceleração de contágio da COVID-19 pela 1ª vez em 4 meses
    Datafolha: isolamento despenca, otimismo sobe em meio à pandemia de COVID-19
    Tags:
    saúde, OMS, novo coronavírus, COVID-19, Américas, Brasil, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar