22:48 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    5253
    Nos siga no

    A União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e a Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac) recuperarão o caminho da integração da América Latina, disse o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

    "Mais cedo ou mais tarde, nossos povos recuperarão seu caminho e a arquitetura integracionista da Unasul, a Celac, rebrotará, ressurgirá, ressuscitará, com o ressurgir das correntes progressistas, nacionalistas e latino-americanistas de nossos países. Assim será o caminho", salientou o mandatário venezuelano ao canal Telesur.

    Bandeiras dos países membros da Unasul
    Agência de Notícias ANDES
    Bandeiras dos países membros da Unasul

    O presidente se referiu aos governos do Equador e Brasil, assim como à administração anterior da Argentina, e qualificou como detestável o que fizeram durante sua gestão.

    "Como [o ex-presidente da Argentina, Mauricio] Macri, apunhalou a Unasul, apunhalou o Mercosul [Mercado Comum do Sul]", expressou.

    Estas nações, indicou Maduro, se curvaram aos interesses dos Estados Unidos, virando as costas para as necessidades da região.

    Nesta quinta-feira (23), Jorge Arreaza, o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, afirmou que o presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou, se tornou mais um satélite norte-americano ao repetir "o roteiro de agressão contra a Venezuela".

    Mais:

    Venezuela retruca pedido de 'eleições presidenciais livres' de países bálticos: 'Cuidem da sua vida'
    Venezuela enfrenta pandemia em meio a ataques econômicos dos EUA, diz chanceler
    Bye Bye América Latina: Depois da UNASUL, Brasil decide abandonar CELAC
    Tags:
    Nicolás Maduro, América Latina, CELAC, Unasul, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar