11:24 26 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    222
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (7), o ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho teve sua prisão domiciliar concedida no Paraguai.

    O juiz paraguaio Gustavo Amarilla concedeu o direito a Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Assis Moreira.

    Segundo publicou o G1, os brasileiros cumprirão a medida em um hotel de Assunção e terão que pagar cada um a fiança de US$ 800 mil dólares, o equivalente a R$ 4,2 milhões. Os irmãos estão presos no Paraguai desde o dia 6 de março no quartel da Polícia Nacional do país.

    Anteriormente, o pedido de prisão domiciliar foi negado aos brasileiros, que seguiram presos para não comprometer a investigação em andamento, uma vez que a Justiça paraguaia temia que ambos fugissem do país.

    Ronaldinho e Assis são acusados de entrar no Paraguai com documentos adulterados em um processo envolvendo um funcionário público do país e também a tentativa de naturalização dos brasileiros como paraguaios.

    Mais:

    Promotor afirma que Ronaldinho é investigado por mais crimes no Paraguai
    Ronaldinho Gaúcho tem pedido de prisão domiciliar negado pela Justiça do Paraguai
    Aniversário atrás das grades: Ronaldinho Gaúcho completa 40 anos
    Tags:
    Paraguai, Ronaldinho Gaúcho
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar