12:43 28 Março 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    92111
    Nos siga no

    O Pentágono deve expulsar militares sauditas que efetuam treinamento nos Estados Unidos, após concluir investigações sobre incidente com atirador saudita em base aérea na Flórida, em 6 de dezembro.

    Mais de uma dúzia de militares sauditas em treinamento nos EUA serão expulsos do país, após investigações conduzidas pelo Pentágono sobre o recente incidente envolvendo um atirador saudita em base aérea na Flórida, reportou a CNN.

    No entanto, a reportagem aponta que o Pentágono não acusa os militares sauditas de terem ajudado o atirador da base aérea de Pensacola.

    Em 10 de dezembro, o Pentágono havia anunciado a suspensão temporária do treinamento de militares sauditas e o início de uma revisão da participação dos cerca de 850 militares da Arábia Saudita em atividades no país.

    Oficiais da Marinha observam time da Força Aérea que tranfere caixão de militar morto durante ataque de atirador saudita em base aérea na Flórida, EUA, em 8 de dezembro de 2019
    © AP Photo / Cliff Owen
    Oficiais da Marinha observam time da Força Aérea que tranfere caixão de militar morto durante ataque de atirador saudita em base aérea na Flórida, EUA, em 8 de dezembro de 2019

    As medidas foram uma resposta ao incidente de 6 de dezembro, quando um atirador saudita matou três pessoas e feriu oito, antes de ser neutralizado por um oficial norte-americano.

    O FBI declarou que as investigações apontaram que o atirador, Mohammed Saeed Alshamrani, de 21 anos, teria agido sozinho.

    Mais:

    Irã estaria preparando imitação de porta-aviões dos EUA para treinamento (FOTOS)
    B-52 dos EUA e caças da Arábia Saudita fazem voo baixo em exercício no país árabe (VÍDEO)
    'Escalada de tensões': Rússia reage ao envio de mais tropas dos EUA à Arábia Saudita
    Tags:
    atirador, treinamento militar, Arábia Saudita, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar