05:45 24 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    503
    Nos siga no

    Dois estudantes universitários chineses da Universidade de Michigan foram intimados a uma corte federal na segunda-feira (6) após serem presos por fotografarem ilegalmente uma base da Marinha na Flórida, Estados Unidos.

    Em 5 de dezembro, Yuhao Wang e Jielun Zhang, ambos estudantes de 24 anos da Universidade de Michigan, foram presos em uma base aérea da Marinha norte-americana. Os estudantes ignoraram repetidamente sinais e comandados, e avançaram pelo território da base, de acordo com um depoimento do FBI, informa o jornal Florida Key News.

    O documento relata que os chineses, conduzindo uma Hyundai, não pararam o veículo mesmo após ordens para que dessem meia-volta e deixassem o estabelecimento. As ordens foram dadas uma vez que Wang e Zhang foram incapazes de prover uma identificação militar na entrada da base da Marinha.

    "Jielun Zhang explicou que eles continuaram entrando no território [da base], conduzindo até que parassem, estacionassem o veículo e tirassem fotos com sua câmera e vídeos com seu telefone", relata Chris Klettheimer, agente especial do FBI.

    Os estudantes chineses se apresentaram em uma corte federal em Key West e receberam o direito de representação por advogados. Segundo o jornal, Wang expressou preferir "que ordenem um defensor público para mim".

    Mais:

    China lança novos destróieres enquanto Pentágono planeja cortes orçamentários na Marinha
    Drone espião dos EUA conduz operação próximo à Crimeia
    Marinha da Índia anuncia construção de 6 submarinos nucleares
    Tags:
    espionagem, Estados Unidos, base militar, Marinha dos EUA, chineses, estudantes
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar