21:12 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Conselheira Sênior do Presidente, Ivanka Trump e o marido dela, Conselheiro Sênior do Presidente, Jared Kushner.

    Homem é preso após comprar armamento pesado e ameaçar genro e filho de Trump de morte

    © AFP 2019 / SAUL LOEB
    Américas
    URL curta
    941

    Embora o homem tenha sido previamente diagnosticado como portador de uma condição mental e admitido não tomar medicação, ele está sendo processado como suspeito comum sob a acusação de fazer ameaças de morte.

    Chase Bliss Colasurdo, da cidade de Kent, nos Estados Unidos, foi preso depois de fazer inúmeras ameaças em redes sociais à família e parentes do presidente dos EUA, Donald Trump. Nomeadamente, ele prometeu "executar pessoalmente" o conselheiro e genro de Trump, Jared Kushner, por "seus incontáveis ​​crimes de traição", assim como sua esposa, Ivanka Trump e Donald Trump Jr.

    As ameaças foram postadas na página do Instagram de Colasurdo, seguida por fotos do que parecia ser uma arma apontada para uma foto de Kushner. Em outro post, o homem afirmou que tanto Kushner quanto sua esposa são "muito mais perigosas que as baratas e devem ser executadas". Ele também enviou sua promessa de "executar" Kushner para vários veículos de comunicação via e-mail.

    "Eu gostaria de avisar o serviço secreto que eu vou executar [Donald Trump Jr]. E não há nada que vocês possam fazer sobre isso", escreveu ele no Instagram.

    Colasurdo, que vinha postando ameaças por vários meses em 2019, se gabava de que as autoridades não tinham feito nada até 19 de março, quando foi visitado por agentes do FBI. O homem disse a eles que sua conta na rede social havia sido hackeada e que a arma de fogo na foto era na verdade uma réplica. Ele também alegou que o serviço secreto israelense, o Mossad, estava planejando matá-lo.

    Apesar de suas ações, "afirmações ilusórias" e de ter sido diagnosticado com esquizofrenia paranoica, os agentes do FBI aceitaram uma promessa feita por Colasurdo em parar de publicar ameaças. No entanto, um mês depois, ele quebrou o acordo, fazendo um post onde pedia que sinagogas fossem bombardeadas. Ele também teria comprado coletes à prova de balas, um coldre de arma e 345 munições, o que o levou à prisão em 1º de maio.

    O homem agora enfrenta acusações de fazer ameaças interestaduais, primeiro a Jared Kushner e depois a Donald Trump Jr. Cada uma das acusações é punível com até cinco anos de prisão.

    Tags:
    Chase Bliss Colasurdo, Donald Trump Jr, Jared Kushner, Ivanka Trump, Kent, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar